segunda-feira, 2 de abril de 2018

A Coelhinha da Páscoa

Nos últimos tempos ando particularmente atento às roupas com padrões de animais estampados. Noto que um número crescente de mulheres desfila na rua armada em animal de caça, num apelo explícito ao engate e ao avanço de qualquer predador natural, que não resiste a qualquer padrão da savana. É quase um efeito hipnótico. Eu cá caço-as, mas é mera caça recreativa. Não quero ficar com elas e levá-las para casa. Depois de caçadas, solto-as de volta para o seu meio natural de idealismo. No entretanto, trato-as muito bem. Quando não me pedem que as trate mal. Ontem passei por uma a subir pelo Chiado que levou este carnaval social a outro nível. Bamboleava rua acima com uma lustrosa estola de coelho, o que atiçou a raposa predadora que habita em mim. Oh filha, mascaras-te de animal de caça e claro que vais avivar o predador aqui à espreita. Bem sei que estamos na Quaresma, por isso percebo bem a dica que ela me está a dar. Sou um tipo muito atento a estas pequenas indicações sociais. Por isso, fiz dela a minha Coelhinha da Páscoa. Passei o domingo a esfolar-lhe o folar. 

27 comentários:

Nuno Filipe disse...

Ainda existem dias de caça bons,lucrativos, doces e sensuais
.
Quer conferir?
* Saboreando o teu doce néctar *
.
Deixando um abraço

DeepGirl disse...

Patife,

Às vezes fazes-me lembrar o Jean-Baptiste Grenouille, o protagonista do filme "O Perfume"...

Ainda estás a tempo da remissão ! Lol.

Patife disse...

Nuno Filipe:
Depende da caça. O meu tipo de caça resulta sempre e não conduz à extinção da espécie. Bem pelo contrário. ;)

DeepGirl:
Remissão? Moi? Jamais (jámé)! Mas gosto da ideia de ser protagonista. ;)

Isa disse...

opá fonix... acabo sempre a rir às gargalhadas e em choque ao mesmo tempo. Tu dás cabo de mim...

Ovelha Rosa disse...

És tão parvo!!!!!!!!!!! Adoro!

Patife disse...

Isa:
Oh Isa... Eu dava cabo de ti, dava. Aí sim, acho que ficarias em choque. ;)

Ovelha Rosa:
Embaixador da parvoíce desde mil novecentos e troca o passo. ;)

António disse...

esbodegaste-lhe o pão de ló?

Isa disse...

ahahahahahaha promessas, promessas :p

Hetero Doméstico disse...

Devias levá-las para casa e alimentá-las... ;-p

Cláudia disse...

Por acaso não tenho essa panca de usar esses padrões...
Mas já tinha saudades de te ler. A ti e aos teus trocadilhos =P

Beijocas

Lucy disse...

Querido Patife, Como você é generoso! Caça as Ninas e depois solta-as!!
Faz muito bem. Imagine se guardasse as lambisgóias todas na sua casa?
E o Pacheco? Como se sentiu ele ao esfolar o folar da Coelhinha?
Você sabe, eu me preocupo muito com o seu Pacheco..ahahahahahahah

Gaja Maria disse...

Foi um otimo domingo de Pascoa, portanto :)

Patife disse...

António:
Escarafunchei-lhe o ovo todo. Foi até meter dó. ;)

Isa:
Ah... Um belo gargalho é coisa que me atiça o galho. E se prometo, é certo que meto. ;)

Hetero Doméstico:
Não sou grande fã de animais de cativeiro. Considero que devemos ser todos livres. Nenhuma relação com mais de dois dias deveria ser permitida. ;)

Cláudia:
E quando o padrão de animal é nas cuecas? Mas claro e direto não podia ser. É como se tivessem a bradar: "Papa-me a chita! Caça-me a pantera! Apanha-me o leopapo. De cona. ;)

Lucy:
É uma preocupação digna, que agradeço e recomendo. Um portento fálico como este tem de ser estimado amiúde. Sempre que o quiser polir, já sabe. O Pacheco está ao seu dispor. Não se assuste é com o tamanho. Não seria a primeira. ;)

Gaja Maria:
Bem... foi um dia igual a tantos outros. Só que pinei menos por ser Páscoa. Nos dias sagrados só como uma gaja por dia, para estar mais perto do caminho do Senhor. Depois cago nessa merda toda e vou para perto do caminho das senhoras. É muito melhor. ;)

Lilly disse...

Acho que não vou conseguir voltar a comer um folar! ahahahaha

Maria Antonieta disse...

O período pascal fez-te bem, voltaste mais comedido. O que não te tira o mérito de conquistador bem sucedido nem de galanteador pervertido!

(aqui para nós que ninguém nos ouve: anda por aqui uma menina tão insistente nos comentários que eu acho andar a pedi-las. Ainda não percebeste? Vai-te a ela Patife, vai-te a ela. ehehehe)

Patife disse...

Lilly:
Claro que consegues. Com jeitinho. É o que digo a todas quando esbugalham os olhos com o tamanho do meu pincel. ;)

Maria Antonieta:
Nenhum período me faz bem. É uma pura perda de tempo mensal. "Comedido" deve ser a primeira vez que me chamam. Deve ser da ressurreição. ;)

(O Patife percebe tudo. Mas olha que quando vemos um esquilo na floresta e o queremos caçar, não desatamos a esbracejar desalmadamente. Se estivermos tranquilos, eles até vêm comer à nossa pila. Mão, desculpa, queria dizer mão.)

Maria Antonieta disse...

Percebido!... Estratégias de engate, portanto.
Fazes bem em não espantar a caça. Mas olha que essa presa, parece ter pressa...:)

mami disse...

uma forma fit de comemorar o dia :D

Bully disse...

Cuidado, um dia destes não vás ser tu o caçado! ;)

Patife disse...

Maria Antonieta:
Acredito. Mas a minha agenda sexual anda muito ocupada. É muito difícil encontrar um buraco vazio. Isto, falando da minha agenda. Já no Chiado é fácil encontrar. ;)

mami:
Não foi lá muito fit. Com o avantajado tamanho do meu pincel, foi até bastante difícil a parte do fit. Cheguei a pensar que só caberia com um pé de cabra. Valeu-nos a fé da cabra. ;)

Bully:
Mesmo quando sou caçado é uma estratégia de caça. Sempre caçador. ;)

Vanda Nicole disse...

Gosto de ler este Patife, mas ele não me liga nenhuma, hahahahha :)))


Beijinhos melados :)))

Diana Fonseca disse...

Coitados dos bichinhos.

Janela Indiscreta disse...

Vê lá se depois de as soltares elas não ficam mal habituadas e hão-de querer voltar :)

Patife disse...

Vanda Nicole:
O Patife liga. De rendas. ;)

Diana Fonseca:
Também acho. Por isso é que acho assim uma espécie de justiça divina ser eu no fim a esfolá-las vivas. Para vingar os bichos. ;)

Janela Indiscreta:
Muitas tentam. Nenhuma consegue. Máxima sexual: Uma vez é ocasional. Duas é relacional. ;)

S* disse...

ahah

Eu sou das adeptas do tigresse, confesso!

Marta Moura disse...

Isto é tão básico que acaba por ser bom. :D

Patife disse...

S*:
Logo vi, cara S*. Rico serviço. Tens noção que agora te estou a imaginar toda à la tigresse da forma mais indecorosa possível, certo? ;)

Marta Moura:
O Patife é muito básico. Deve ser por isso que gosto de o meter até à base. É isso e a sensibilidade de gnu, coisa de quem gosta muito de ir ao cu. ;)