sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Curiosices não, foda-se

Não há uma forma educada de dizer isto. Da mesma forma que não há uma forma educada de foder. Haver até há, mas só de pensar nisso dá-me espasmos continuados no miocárdio e um tique nervoso na ponta da pichota, por isso vamos fazer de cona que não há. Não vou estar para aqui com meias palavras. Por isso, peço desculpa pelo que se vai passar a seguir. A sério que sim. Mas foda-se caralho pá, minha putaça desgovernada de chona lassa, ordinarona digna de montra embrulhada nesse corpo de lontra. A próxima vez, mil caralhos te fodam todos os dias à bruta e a seco, que me perguntares no que é que eu estou a pensar precisamente no micro-segundo após ter largado doses massivas de langonha entre o teu cu e a tua fronha, te garanto ó minha putanheira dum raio, aventesma que se mexe como uma lesma, rameira brocheira cheia de curiosidade fútil, que te dou a resposta mais sincera de todas só para ver a tua reação ao saberes que o que eu estou a pensar assim que acabo de te pinar, oh foda-se, é um misto entre as mamas da minha vizinha, a próxima chona fresca que vou aviar e a forma como te farei desaparecer da minha vista sem voltares a abrir essa boquinha de quenga do mato a não ser que seja para acomodar este bajolo novamente garganta abaixo. O Patife diz muito boa noite ou muito bom dia e vai para a rua engatar uma vadia.

Da série "Não, foda-se":

Meiguices não, foda-se
Queridices não, foda-se
Peluchices não, foda-se
"Lembidelas" não, foda-se

17 comentários:

Madame Bovary disse...

Concordo. Pedir sempre um anel de brilhantes no final, que é para não levar com a raridade do Pacheco em vão. :)

Lucifer disse...

AHAHAHAH. Eu percebo. A pergunta "em que estás a pensar?" assim que acabas o serviço é coisa para estragar o dia a qualquer um!

silvioafonso disse...

A ordem que você deixa no texto
não é para todo mundo, ou é?
Pelo menos para quem está chegan-
do para deixar um abraço e seus
agradecimentos por sua gentileza,
acredito que não seja, mas se for;
foda-se.(risos)

Nota da redação; eu queria poder
dizer o que você fala sobre o
Patife, mas tenho medo que a mulherada
me cobre o preço da propaganda.

Um grande abraço e bom dia.

silvioafonso



.

mami disse...

senti-me num filme do tarantino

Patife disse...

Madame Bovary:
Credo! Até se me encolheu aqui a lentrisca. Normalmente, depois de mim, estão prontas para aceitar um anel de qualquer um. ;)

Lucifer:
Vai contra todas as regras de boa conduta sexual. ;)

silvioafonso:
O Patife é para todo o mundo. Já aqui o Pacheco vai a todo e qualquer fundo. ;)

mami:
Não é fácil viver dentro da minha cabeça, não. Mas se sentiste isso, garanto-te que é coisa de me deixar de salpicão arrebitado;)

Fidelia disse...

Obrigado! Ler-te é como dizer todos os palavrões que me apetece soltar para aliviar, só que melhor! E não passo por mal-educada! Obrigado!!!

António disse...

sempre gostei de reposições. excepto quando têm aquele subtítulo irritante "director's cut"

A Chata disse...

OMG, OMG, OMG!!! O Tifinho voltou!!

Hetero Doméstico disse...

só bons conselhos :-D

Patife disse...

Fidelia:
Nasci sem medo de dizer foda-se à boca cheia, tão cheia como ficam as bocas das moçoilas que me mamam no palhaço. ;)

António:
Deste filme a única coisa que não se pode cortar é os 30cm de Pacheco. ;)

A Chata:
Opá!!! Tão bom rever a velha guarda! Há anos que não lia o "Tifinho", o único diminutivo que permito e aceito com todo o carinho que, por norma, desdenho. Saber que continuas por aqui e dás um olho no Patife faz-me lembrar uma Tisana da Ana Hatherly: "Era uma vez uma história tão impressionante que quando alguém a lia o livro começava a transpirar pelas folhas. Se o leitor fosse muito bom o livro soltava mesmo algumas pequeninas gotas redondas de sangue." ;)

Hetero Doméstico:
O Patife anda a educar sexualmente este país, não havia eu de andar tão cansado. Por isso é que preciso tanto de pinar. Tenho de ter algum escape. Escape de Cona. Olha, dava um bom título de filme. Eu via, digo-te já. ;)

Cláudia disse...

Muito obrigado pela dica deixada lá no blog =P
Fica o apontamento.

Ler o que escreves, parece que estou a ler um daqueles livros que gosto tanto =P

Kique disse...

Gostei do texto e viva à vadiagem
Abraço
Kique

Hoje temos preferências

Sexo por cima ou por debaixo

https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

Francisco o Pensador disse...

Lambidelas não, foda-se? e eu que julgava que o teu pacheco gostava disso.. :))

* yllenah * disse...

Com certeza não iria gostar de "formas educadas para foda". Eu gosto da foda é bem fudida mesmo! Com todas as letras e ações. Enlouquecente!

Patife disse...

Cláudia:
Não sei que livros lês, mas se te fazem lembrar o Patife deve ser literatura da densa e de elevada lucidez intelectual. ;)

Kique:
Há sempre uma passagem, para a vadiagem. ;)

Francisco o Pensador:
Com as lambidelas posso eu muito bem. Com as "lembidelas" é que ocorre uma derrapagem linguística capaz de fazer esmorecer aqui o mais teso dos bacamartes. ;)

*yllenah*:
Para quem realmente sabe o que faz, não há uma forma educada de foder! ;)

Lucy disse...

Patifinho, que bom que você voltou! Fodilhão como sempre.
Um alô ao Pacheco.Lhe desejo muitas "lembidelas"

Patife disse...

Lucy:
O Pacheco rejubila de felicidade por ser saudado e lembrado e lambido como entidade independente. O Patife, enquanto voyeur exímio, fica a observar. ;)