terça-feira, 26 de outubro de 2010

Uma queca à Rui Santos

A vida não é só foder. Antes fosse. Mas não é. Por isso, de dez em dez pranchadas preciso de relaxar duas horinhas com um tema que me descansa o pincel: futebol. Mas não pensem que é a ver jogos. Isso dá-me sono. O que realmente me diverte é ouvir os comentários e as análises aos jogos de mentes que sofrem de delírios ainda maiores que o Pacheco. Mas de todo esse rebanho há uma personagem que me tira do sério: Rui Santos. Essa criatura que não a deve conseguir meter dura, fala e escreve para o público da bola como se estivesse numa tertúlia de nerds pedantes. Só que no meio do linguajar enfatuado dá umas bicadas de futebolês. É de um contraste inquietante ouvir um tipo falar de futebol como se estivesse a falar de neo-impressionismo francês para sobredotados. Eu até sou sobredotado, tenho uma picha impressionista e falo é coisa que meto em francesas. Por isso sempre tive a fantasia de ver uma das minhas pinadas analisada pelo grande Rui Santos. Nos meus sonhos mais ousados imagino algo assim:

Esta foi uma noite histórica. O Patife, convencido da sua inexpugnabilidade monástica, tentou manter a sua tendência exornativa com uma pranchada épica. O Pacheco, que deve ser arraçado de um proboscídeo, tal a capacidade trombil, teve um erro próprio dos neófitos e tentou meter o Rossio na boca da putesca. Um erro de cálculo que esfriou o ludíbrio geral pois ninguém gosta de ver uma flausina a comer de boca cheia. Mas é nas contrariedades que se vê a arte extemporânea pinadeira. Por isso o Patife emendou a mão. Puxou a sua jibóia do esófago da senhora e começou a preparar o sempre idiossincrático terreno pachachal. Meter no molhado parece simples mas não é para todos. Até porque a senhorita tem uma incomensurável brecha. Sorte a do Patife que não precisa de a rasgar com a sua flecha. Foi muito sagaz por ter começado com um movimento circular para conhecer os cantos à vaginosa mansão, sempre uma boa forma de dar confiança ao sardão. E com o sardão carregado de confiança foi mais fácil deixá-lo desprovido do suco divino lá onde a coruja dorme. Mesmo lá no buraquinho do canto superior esquerdo do rabo da cachopa.

42 comentários:

Cate disse...

Mais uma vez, extraORDINÁRIO! ;)
(e totalmente de acordo com a tua visão sobre o Rui Santos.)

Vontade de disse...

Isso seria uma queca literária, quase!!

desejo disse...

ahahahhahahahaha! Esta deixou-me eloquentemente boqueaberta.
Com a eloquência de um Patif(ode), como tu.


Beijinho

desejo disse...

ahahahhahahahaha! Esta deixou-me eloquentemente boqueaberta.
Com a eloquência de um Patif(ode), como tu.


Beijinho

S* disse...

Chatinho, hein? Não há pai que aguente... ou, no caso, não há crica que aguente tanta letra.

hipérbole disse...

agora fiquei um pouco confusa com a tua resposta no post anterior, mas passemos à frente !
devias era ir tirar o lugar ao rui santos (:

El Solittario disse...

dã-seeee,,,
agora traduz lá isso pro nerd pedante!?!?!

; )

Felina disse...

Fiquei com sono...

CC disse...

Com tanto palavreado sobre arte o próximo passo é passares da história da arte para a história da queca!

Calculo que o livro seria mais volumoso que o do Gombrich...! ;)

Patife disse...

Cate:
O Rui Santos tira-me a sério do sério. ;)

Vontade de:
Uma queca pomposa com mais artifícios do que fogo. ;)

desejo:
Quando deixo uma mulher boqueaberta já fico contente. Mas eloquentemente boqueaberta é caso para aplausos. ;)

S*:
Nem mais. Quem fala assim não dá no papo. ;)

hipérbole:
Agora que releio acho que também eu. Mas se há lugar que eu não quero é o do Rui Santos. ;)

El Solittario:
Não consigo traduzir nada do que o Rui Santos diz. É essa a magia. Ele fala em código. ;)

Felina:
O Rui Santos é a minha infalível cura para as insónias. ;)

Patife disse...

CC:
Gosto de quecas com história, é um facto. Quanto ao livro não sei. Mas o Pacheco é mais volumoso que o de qualquer austríaco. ;)

VM disse...

RIPA NA BAPAQUECA!

Perestrelo DIXIT!

=D

Carolina Tavares disse...

Bom isso ein... ¨Foi muito sagaz por ter começado com um movimento circular para conhecer os cantos à vaginosa mansão¨

Movimento circular... hummmm gosto muito.

Beijos Patife

Patife disse...

VM:
Esse grande senhor. Ainda assim prefiro "ripa na patareca". ;)

Carolina Tavares:
Só ao alcance de quem tem um menear de anca digno de uma ginasta olímpica romena, como o Patife. ;)

Louise disse...

Eu de futebol e comentários acerca disso nada percebo.
Mas como sempre um excelente texto do Patife - há que ter muita imaginação.

Patife disse...

Louise:
É treino de ouvir o Rui Santos. É preciso apelar à imaginação para perceber alguma coisa do que ele diz. ;)

Malena disse...

E a(s) bola(s)? Esqueceste-te da(s) bola(s), pá! ;)

A.Menina disse...

Sei de muito boa gente que adormece em pleno acto por bem menos que isto LOL

Patife disse...

Malena:
As únicas bolas que me interessam são aquelas bolas anti-stress a que também chamam de mamas. ;)

A.Menina:
O Patife adormece em todos os actos do Rui Santos. É certinho. ;)

Isabelle disse...

É por estas e por outras que rejeito tudo o que tenha a ver com futebol... bem, agora com o andré villas boas já não sei :)

M. disse...

Nada contra a pornografia...mesmo a tua...

Mas Rui Santos? Até para mim é demais...

Stiletto disse...

ah ah ah simplesmente fantástico!!! Devias mandar o texto ao Rui Santos.. gostava de o ouvir comentar isto!

*flor* disse...

Isso seria sem dúvida uma **** de luxo, tendo em conta a variedade de palavras caras utilizadas, claro! ;)

patriciaa. disse...

sim ronronar é mais fofinho, mas vai dar tudo ao mesmo passione (;

TILIDA disse...

Eu não sou de ódios...
Mas o Rui Santos é coisa que não suPORTO...
Não haverá maneira de nos livrarmos do gajo...Eu alinho!

retiro o que disse... disse...

O senhor também anda na minha boca, infelizmente não tive lugar no seu wall of fame.

Veja lá se a menina não merece...

Patife disse...

Isabelle:
Não me preocupo com o André Villas Boas enquanto tiver a minha pila boa. ;)

M.:
É um odiozinho de estimação que o Patife tem. ;)

Stiletto:
Ora aí está uma bela ideia. Mas receio que ele fique excitado com o facto. ;)

*flor*:
Uma queca para levar qualquer uma à falência. Sendo que falência é a contracção de falo-saliência. ;

patriciaa:
Desde que venha parar aqui tudo ao mesmo Pacheco, o Patife fica contente. ;)

TILIDA:
O Patife gosta da tua maneira de pensar. Era cortar-lhe a língua. ;)

retiro o que disse...:
A menina retiro sabe que merece tudo. Agora imaginei-a a fazer beicinho. O Patife adora meninas de beicinho. ;)

Guga disse...

"Eu até sou sobredotado, tenho uma picha impressionista e falo é coisa que meto em francesas." Genial!!!! Quando preciso rir vwenho sempre aqui.

Patife disse...

Guga:
Quando precisam de se vir também costumam vir aqui. ;)

Maçã e Canela disse...

GOSTEI do blogue, não conhecia;)*

Just a girl disse...

Uma queca analisada tão magnificamente só poderia acabar em texto obrigatório do Programa de Português do Secundário dos cursos nocturnos.

Libélula Purpurina disse...

Absolutamente extraordinário! Bravo! Está confirmado que não és um mero artista do pinanço... Também fazes da língua o que queres!

retiro o que disse... disse...

Fiz beicinho, sim. Por acaso o beicinho foi sempre uma coisa que me gabaram. E o facto de deixar muitos pelo beicinho também já me proporcionou bons momentos.

Mas vamos ao que interessa.
Ainda não é quinta-feira na Patifolândia, ou está a ver se as consegue mandar para fora da cama a modos de conseguir pousar o laptop no colchão?

TILIDA disse...

Ó Patife eu não estava a pensar na língua...LOL!

Masquediabo disse...

Afinal o futebol é para intelectuais.

Flausina disse...

Então Patife???!! O Pacheco esmoreceu???!!

Ès mesmo ordinário, pões o público ao júbilo, e a plateia nervosa ;)!! hehehe

Já cá contam 2, espero que à 3ª seja de vez!!!

Patife disse...

Maçã e Canela:
Ainda está a tempo. Obrigado e bem-vinda. ;)

Just a girl:
Ahahahah. Voto nisso. Ofereço-me como voluntário para dar explicações e aprofundar o texto até à base. ;)

Libélula Purpurina:
Esta língua até bate claras em castelo. ;)

Retiro o que disse...:
Foi isso mesmo menina Retiro. E pronto. Para não haver mais beicinho aí está uma referência à sua pessoa. ;)

Patife disse...

TILIDA:
Ahahahah. És vil. ;)

Masquediabo:
Para intelectuais do pinanço. ;)

Flausina:
HERESIA! O Patife nunca esmorece. Nunca digas dessas coisas aqui que trazes mau-olhado. Como passou a noite toda a trabalhar deixei o Pacheco a descansar mais um pouco. ;)

todoladentronocudaquerida disse...

Completamente, absolutamente, sempre... divinal.
A escrever assim nem é preciso pinar!

Just a girl disse...

Se precisares de um par pedagógico, eu ofereço-me para o sacrifício... lol ;)

Sílvia disse...

Sempre que cá venho, venho com o pensamento "será que conseguiu encontrar a criatividade para escrever um novo texto?", e tenho que dizer, estou impressionada, extraordinário!

Patife disse...

todoladentronocudaquerida:
Desengane-se: É sempre preciso pinar. Se não pinasse não escrevia, não comia, não sorria. Na verdade penso que nem respirava. ;)

Just a girl:
Ah que maravilha! Há ofertas impossíveis de enjeitar. ;)

Sílvia:
Extra-ordinário o Patife é por natureza. Quanto a criatividade é que não há nenhuma. Eu sou um cronista fiel ao jeito do Fernão Mentes Minto, perdão, Mendes Pinto. ;)