terça-feira, 19 de outubro de 2010

A mamadora-salvadora

Hoje deixem-me falar-vos de maior mamadora-salvadora que me arrebitou o salpicão. Eram umas quatro da madrugada e o Pacheco estava deprimido. Tinha passado a noite com o meu compincha e compicha de engatanço, o Xerife, a brindar: À nossa! À delas! À nossa dentro delas!. E como é um brinde irrecusável, às quatro da manhã, após uma sequência catastrófica de brindes, julguei ser impossível reanimar o Pacheco. Cheguei mesmo a pensar: Foda-se. Já tenho a cabeça perdida. Assim que tive este pensamento apareceu ela. Tinha mesmo cara de boneca e essas nunca se safam de levar uma valente queca. Mas o Pacheco, com o abuso do álcool, já estava torto. Ao que me deu para pensar: Bem... isto só lá vai se esta me mamar a direito pela picha torta. Começamos a conversar e tenho apenas uma ténue, vaga e desconcertante ideia do rumo da conversa. Penso que falámos do Natal porque lhe confessei que adorava enrabanadas, assim como manifestei o agrado que tenho em ouvir elogios porque acho que os elogios assentam-me tão bem como uma boa bufa. Mas claro que a conversa do Patife não conseguiu manter este ínclito nível intelectual. Assim que ela se assumiu como uma convicta ambientalista, com preocupações extremas sobre reciclagem tive de lhe confessar: Pareces feita à medida. É que eu tenho aqui uma célebre ecoponta. Ela sorriu. Gosto muito quando sorriem a pensar que eu estou a fazer humor quando não passo de um ordinaralho que apenas gosta que lhe mamem no farfalho. Por isso comecei a falar-lhe da falta de oxigénio que se fazia sentir na ponta do meu nabo. Ela, querendo estar ao nível do humor, começou a parodiar e a dizer o que faria para ressuscitar o pobre do Pacheco. Disse coisas incríveis que me fizeram sussurrar: Tu és macabra. O melhor é que ela pensou que eu tinha dito Tu és uma cabra e excitou-se. Achou-se, então, à altura de uma prova dupla: Provar o Pacheco e provar ao Patife que o conseguia arrebitar, acto mamífero profundo coroado de sucesso que lhe valeu o título de Mamadora-Salvadora. No final, ao ver o descomunal tamanho em que meteu o bicho começou a elogiá-lo. Mas já era tarde e eu estava cansado por isso apenas lhe disse: Oh filha, além de não ter aqui nenhuma camurça, com esse tamanho todo se lhe começas a dar graxa só acabas para a semana.

43 comentários:

Salvador disse...

Bom dia, Patife...

Gosto da forma como conjuga o Humor 'brejeiro' e atrevido (tão característico do meio rural), com um Português perfeito (sim, e já sei que vai dizer que prefere conjugar-se com uma Portuguesa perfeita... rsrsr).
Parabéns pelos textos e pelo humor.

Patife disse...

Salvador:
Por acaso prefiro conspurcar-me com uma portuguesa perfeita no meio rural. ;) Obrigado e bem-vindo.

Anónimo disse...

Ali para o outro lado da fronteira, enquanto uns trocavam café por velocípedes, andava um magano a distribuir mangalho por casa alheia.

Reza a história que certa vez, numa fábrica de jamon y embutidos, a safardanice foi tanta que ainda hoje, por entre terras andaluzas, se fala d' El Gran Rojo por entre patas negras.


Ólé!

Barão Mervelho disse...

Anónimo o canário! Esqueci-me de assinar.

oral_muito_melhor_que_palavras disse...

Mamdora?? sem duvida que após uns valentes balões nada melhor que a deixar cair de bruços e começar a mariposa :-)

Um Abraço (com distançia higiénica)

Continuo a Ler . . .

Patife disse...

Barão Mervelho:
Percebo perfeitamente. Também gosto de ter a minha pata negra sempre embutida. ;)

Patife disse...

oral_muito_melhor_que_palavras:
Não me parece mal. Mas gosto que elas terminem de costas. ;)

Farfalli disse...

ECOPONTA? LOLOLOLOLOL. Demais!!!

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

A este post falta-lhe a dedicatória...afinal, presunção e água benta, cada um toma a que quer e eu adoro afundar-me nela...

Até porque, o síndroma do Titanic vem mesmo a calhar com tanto salvamento à mistura! Não se arranja para aí algures uma versão lusa (e menos pirosa) do David Hasselhof???

Ou melhor ainda. O engraxador da Estrela. Será que ainda existe? Certamente que nos teus passeios pelos rabos das turistas no 28 deves saber se ele ainda trabalha no duro?

Beijo de Caxemira que é mais soft que a camurça :)

VM disse...

a mamar a mamar, há ir e xupar...

tenho dito!

=)

Patife disse...

Farfalli:
É ecoponta demais para muito boa gente. ;)

Stargazer:
O Patife também adora afundar-se nelas. Daí lhe chamarem Patitanic muitas vezes. ;)
Quanto a engraxadores nunca mais o vi. Daí ter de andar a socorrer-me de engraxadoras. ;)

VM:
O lema do Patife é parecido: "Há mamar e mamar, há que me vir e voltar". ;)

Barão Mervelho disse...

Embutida hasta las bellotas! Ahahahahah.

Mas cuidado com as pérolas a porcas.

Patife disse...

Barão Mervelho:
O Patife gosta muito de dar a sua pérola a porcas. ;)

Pedro disse...

O Pacheco nunca te deixa ficar mal!!!
:)

Patife disse...

Pedro:
O Pacheco tem muitos créditos no mercado fodengo. Daí deixar sempre o meu crédito por mãos alheias. ;)

FIONA disse...

Os teus posts são brutais mas acho que os teus comentários ainda conseguem ser melhores! lol

Just a girl disse...

Devias organizar uma terminologia e publicá-la.

desejo disse...

Oi Pacheco.
Mal entrei no teu blog e li o título, o meu sorriso bocal e visual, foram bem explícitos.
«"isto só lá vai se esta me mamar a direito pela picha torta»
À mediada que o lia, o sorriso aumentava e os olhos comiam...a torta!

«adorava enrabanadas», aqui o meu sorriso passou a gargalhada.Adoro rabanadas quentes, bem quentes.

«É que eu tenho aqui uma célebre ecoponta. » Sou adepta da reciclagem.Gosto do eco, traz-me as pontas de volta.

«Tu és uma cabra» mais uma gargalhada deste lado. Gostoso ouvi-la...

E para acabar, o título «Mamadora-salvadora». Fantástico.!
E como não estou inspirad par comentar, mais uma vez elogio a teu jeito erótico de escrever.

desejo

DeepGirl disse...

Eu até comentava estas tuas publicações, mas do assunto entendo pouco ou nada :p.

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Patitanic provocou em mim um reflexo pavloviano (infelizmente não nas papilas gustativas!) que me fez lembrarv imediatamente o Tio Patinhas e a Maga patalógica (=vulgo, o Ricaço e a Bruxa!!!).

Engraxadoras em vez do dito da Estrela? Bem, assim a frio, só se tu puxares o lustro enquanto ela engraxa. Assim alinho.

Temos naufrágio?

Mayday!!!

Patife disse...

FIONA:
Quase tão brutais como a performance do Pacheco. ;)

Just a girl:
"Expressões Copulares Pachequesas". Já está em fase de edição. ;)

desejo:
Muito gosta a menina de me trocar as voltas aos nomes. É uma espécie de fetiche, não é? Fico contente. Se há coisa que o Patife gosta é de proporcionar sorrisos bocais e visuais. ;)

DeepGirl:
Aqui não se aprende nada. Se ainda pouco sabe sobre o assunto vire-se para a poesia que faz melhor à saúde. ;)

Stargazer:
Assim também aninho! Toca a afundar. ;)

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Combinado! Barco de três canos ao fundo!

:)

meninaluaprimavera disse...

caro Patife
Lembre-se que às vezes é necessário ter dores na cabeça para não pensar que ela anda perdida!

desejo disse...

ahahahahahaha! Quando entro aqui, já estou de boca aberta, que troco o Pacheco pelo Patife,e o Patife pelo Pacheco. Mas quem gosta de um, adora o outro, ahahahahaha!



Bj

desejo

Pintas disse...

A ecoponta foi sublime:) Só estas dissertações para me fazerem rir após um dia de trabalho.

S* disse...

Tu és um atrevidote meu caro... e já estou como o Salvador, adoro a conjugação do belo português com o humor brejeiro. É preciso muita inteligência para tal. ;)

Marta disse...

He he...isto é que é hardcore :)
Clap, clap, clap.

Louco disse...

ahaha
Uma semana para dar graxa...foda-se.

Patife disse...

Stargazer:
Desculpa, mas isto aqui é um porta-aviões. ;)

meninaluaprimavera:
Palavras sábias. Afinal sempre se aprende alguma coisa no meio disto tudo. ;)

desejo:
Na verdade até somos parecidos, por isso é natural a confusão. ;)

Pintas:
Gosto de fazer rir depois do trabalho quase tanto como gosto de fazer vir depois do rabalho. ;)

S*:
"Atrevidote" é capaz de ser assim a coisa mais querida que me chamaram na última década. Na verdade considero-me um menino de coro. E de coiros. ;)

Marta:
Gosto muito de aplausos. Por vezes fico surpreendido com a ausência de aplausos após uma épica pinada. ;)

Louco:
Uma semana no estado murcho. Em morning glory demora bem mais. ;)

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Agradeço a deixa! E eu como sou um avião...

...deixas-me "pousar"?

Beijo nas Asas do Desejo

Blogadinha disse...

Uma boneca insuflada, essa! :)

Isabelle disse...

'Picha' é um termo mesmo feio para esse órgão sexual tão bonito e delicioso. Patife & Xerife fica no ouvido... imagino o q o Xerife deve chamar ao little man!

A.Menina disse...

A do ecoponta foi mesmo de mestre LOL

Petra Pink disse...

hahahhahhahahahha.... só me apraz dizer isto....
- és ca uma personagem pa........

Patife disse...

Stargazer:
Claro. O Patife tem um eficaz trem de aterragem. ;)

Blogadinha:
Ficou bem insuflada ficou. Também pudera. Com o tempo que passou com o pipo na boca. ;)

Isabelle:
O Patife tem um fetiche fonético com o "CH". É que ajuda logo a encher a boca: PaCHeco. PiCHa. PaCHaCHa. É viciante e terapêutico ao mesmo tempo. ;)
(Ah. Um dia faço um post em que é revelado o nome do sardão do Xerife. Fica prometido)

A.menina:
É uma ponta-mestra. ;)

Petra Pink:
Eheheheh. Faz-se o que se fode. ;)

Malena disse...

O Pacheco com falta de oxigénio? Tu não me digas que usas cuecas de licra!!! Tu veste uns boxers de algodão, homem! Tadinho do bicho!!! Ainda lhe dá a "sufeca"!!! :P

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Trocaste os termos aeronáuticos. O trem de aterragem é meu, pois o avião sou eu. Tu és uma eficaz pista de aterragem, dado que és porta aviões, onde eu irei pousar (ou aterrar) com a devida permissão da "torre" de controle!

Logo e resumindo:

Faço-me à pista? Os flaps estão a postos!

All clear?

Foxtrott-Oscar-Delta-Echo-Mike-Echo

Valmont disse...

Ah Grande Patife,

Já vi que trataste bem da ambientalista e do seu buracão... do ozono claro...
logo todos a pensar que estava a falar de cú. nem pensar que falava disso aqui, num texto tão ambientalista e reciclado...
dá-lhe Patife

Patife disse...

Malena:
Ahahaha. Uso cá agora cuecas. Nem de licra nem de nada. Gosto de sentir o badalo a badalar. Ainda ontem deu quatro badaladas de seguida. ;)

Stargazer:
Com termos aeronáuticos fico de cabeça perdida. Além disso esta Torre de Controlo é muito descontrolada. ;)

All clear and nothing to fear. ;)

Valmont:
Acho que lhe fiz foi um buraco do ozono novo. Bem, pelo menos maior ficou. ;)

Gigi disse...

lolololololol. ainda não passei do título mas não consigo parar de rir.

Patife disse...

Gigi:
Curioso. A gaja que comi ontem ainda não tinha passado do dito e não conseguia parar de se vir. ;)

Felina disse...

Cá para mim estiveste foi toda a noite a falar pró boneco... quer dizer... boneca insuflavel... o alcool costuma provocar esses delirios... só acho estranho não a veres a dobrar...

Patife disse...

Felina:
Ahahahah. É bem provável. Será que era por isso que o Pacheco me parecia tão grande? Estaria a vê-lo no dobro do tamanho original? ;)