terça-feira, 26 de novembro de 2013

Meter a pata na poça


Ontem acordei com os cocos cheios. É coisa que acontece quando fico mais de 24 horas sem pinar. Mas ontem foi mais grave porque não ficavam quietos. Pareciam umas bolas saltitonas num frenesim persistente que só se aplaca com uma queca de proporções epopeicas. E nestes dias pino tudo e mais um par de cotas. Saí então à rua pronto a aviar a primeira pachachinha que se escachasse à minha frente. Não demorou muito, pois o que o Chiado mais tem é bardanascas prontas para a festa rija proporcionada pelo meu bacamarte. Entre encontrá-la e lhe estar a aviar a patareca como um abutre faminto foi um par de minutos. Não sei que efeito tenho eu nas fêmeas, mas assim que lhe arrombo as cuecas aquilo já estava transformado em pocinha. O que, em condições normais, seria meio caminho andado para lhe meter a pata na poça. De pouco lhe valeu, pois o meu bordalo já estava maior que um pinheiro. E foi só quando ela saiu de casa que fiquei com um incómodo problema de consciência que me atormentou a mente durante vários segundos. Ainda tentei assomar-me à janela mas ela já ia a dobrar a esquina, com um andar de sofrimento presenteado pela carga de bombada que tinha apanhado na senisga. É que, apesar de bem lubrificada, queria pedir-lhe desculpa por não ter usado uma calçadeira. O Pacheco estava mais colossal que o normal e nestes dias costumo ter a delicadeza de usar uma calçadeira especial para auxiliar a enfiar o sardão. É uma calçadeira de luxo, modificada para a cambalhota sexual, devidamente forrada com um gel de alta qualidade. Uma caralheira, portanto. E não tenho dúvidas de que se tivesse usado a calçadeira, aquela marmanja teria ficado no ponto para levar com esta caçadeira.

13 comentários:

POC disse...

Nunca tinha pensado na calçadeira. Poderás ter salvo a minha vida.

A Chata disse...

Sempre a aprender contigo...

Shiver disse...

Há que ser tradicional e usar saliva :)

Anónimo disse...

Uma calçadeira para descalçar a bota!

S* disse...

Uma poça não deve ser um local muito atractivo... chapinha demasiado!!

Anónimo disse...

Ó Patife, oh!

"meu bordalo já estava maior que um pinheiro".

:) desejo

Gaja Maria disse...

Esse Pacheco não sossega... HEHE

Mila disse...

kkkkkkkk, amei!!!!

boa ideia patife!

Beijos!

eusouassim disse...

Acho que já se justificava uma edição da porto editora de um dicionário português versão patife. São pérolas as palavras que aprendo por aqui. Caralheira é mesmo muito bom!

PM disse...

"pino tudo e mais um par de cotas."

Fabuloso!

Lucy disse...


Olá Patife!
Já há algum tempo que sigo o seu blog embora seja esta a primeira vez que estou a comentar.
O que aconteceu? As postagens pararam! O Patife já não fode?

► JOTA ENE ◄ disse...

Patifório, sou o único que te vim desejar Bom Natal e Boas-Festas. Será que é um comentário 'viadista' ? Estou a ficar receoso com os meus procedimentos ;)

Nem uma 'gaija' se lembrou de ti. :(
Ao que isto chegou ...

xarmus disse...

Eu só uso calçadeira para meter os colhões também... O gostoso não precisa de calçadeira... heheheheh

Bom Ano para todos