terça-feira, 9 de julho de 2013

Déjà Sue


Era mais bonita que as outras e isso, de certa forma, mexeu comigo. Não tanto como o seu ganda par da mamas ou os lábios a prometerem chupalhanço da corneta ao modo dos anos 80. Mas mexeu. Eu também mexi, mas isso foi depois. Primeiro meti conversa. Sou um tipo educado e sei perfeitamente que é de mau tom começar a mexericar-lhes no berbigão antes de trocar umas palavrinhas de cortesia social. Elas tendem a ligar a essas convenções e eu respeito. Não percebo a necessidade, é certo. Mas respeito. Chamava-se Sue e era holandesa. Fornicámos há 15 anos mas lembro-me como se tivesse sido há 15 minutos. E foi dos momentos mais bonitos da minha picha. Ontem encontrei uma rapariga que pinava exactamente da mesma forma que a Sue. Tinha idêntica técnica superior de abocanhamento da lentrisca, a mesma profundeza de olhar e uma pachachinha tão ou mais ginasticada que a da terra tulipas. E até fez semelhante expressão naquele segundo que antecede a avalanche orgástica, precedida de um gemidinho repleto de graciosidade. Foi uma queca que me deu uma sensação de Déjà Sue. Que no minuto a seguir passou a Déjà Cu. E só por isso, foi cu cá cu lá pela noite dentro.

18 comentários:

S* disse...

Déjá Cú é um nome muito divertido... uma senhora que te marcou!

A Chata disse...

Lentrisca? Priceless!

Anónimo disse...

As pessoas que "despertam" são aquelas que conseguem ignorar o desejo.

Anónimo disse...

Patifoide, patifoide, és um enrabador...nato

xavi disse...

Abocanhamento da lentrisca!!! Só esta expressão me arrancou uma gargalhada!

POC disse...

Respect.

A Fadista disse...

És o maior PATIFE!!!!!!!!!

nAnonima disse...

e o Alexandre que me perdoe...

Patife passageiro, patife estrito
Patife rasteiro cor de papo nacarado,
Apara nabos, fraldiqueiro,
Patife liquefeito, patife estafado
Patife de pacheco pendente,
Patife de tomateira perfumada,
de bonito rabo luzente,
Patife ululante, patife na alhada,
Patife magro, atlético, bendito,
a desfazer-se num gemido,
a refazer-se num latido,
patife disparado: patife aqui,
patife ali, e sempre patife.
Patife amarrado, preso a um fio de chona,
patife a esgalhar o pessegueiro
inundado de testosterona,
patife estouvado de alegria,
patife formal de poesia,
patife-soneto de ai-ai bem martelado,
patife moido de pancada
e condoído pelo gado,
patife: esfera do sonho,
patife de pura invenção,
patife pré fabricado,
patife pau, patife boca, patife mão,
patife de olhos que afligem,
patife problema...
Sai depressa, ó patife, deste poema!

beijo grande.

Anónimo disse...

Déjà You!

Caquinho disse...

Ainda bem que voltaste porque a barraca estava mesmo a precisar de abanar!

Unknown disse...

dejá sue, de já cu

hahahahahhahahahaha

you douchebag....

MS disse...

Voltaste Patife?! E só soube agora!! :)
É um prazer voltar a ler os teus posts com o teu inigualável sentido de humor! Vou voltar a seguir-te pois está claro! :)

Anónimo disse...

Fuck!! Que génio!! ehehhe

Continua!!

DoiSaboresELA disse...

AHAHAHAHA, como eu gosto de vir aqui!
Picha com momentos lindos... só podia :D

Sininho disse...

Espero que a tenhas feito cantar o hino. Menos do que isso, é treta.

Anónimo disse...

http://simplessensation.blogspot.pt/

NOVIDADES!! VISITEM

Shiver disse...

Respect x 2

Anónimo disse...

ahahahaha! Dejá vue, dejá Sue, dejá
Cu.

Adoro-te, Patife.

:) desejo