quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Bocapedro Oom


Ontem dei uma pinada com a técnica do carrinho de mão. Depois detive-me a pensar que se pode foder de todas as maneiras e feitios e lembrei-me do Pedro Oom, que também achava que se podia escrever de todas as formas. São acções similares e ambas igualmente dignas. O Oom usava a caneta, eu uso o pincel. Mas a finalidade é a mesma: deixar uma marca na História. Apesar de eu também deixar marcas em muitas pachachas. É uma espécie de extra. Por isso, hoje acordei a pensar que se o Bocage e o Pedro Oom fossem um só, haviam de ter escrito poemas de inigualável singularidade ordinário-surrealista. E se o Bocage e o Pedro Oom fossem um só, teriam certamente criado coisinhas poéticas lindas assim:


Pode-se foder

Pode-se foder sem pornografia
Pode-se foder com sintaxe
Pode-se foder em português
Pode-se foder uma língua sem conhecer essa língua
Pode-se foder sem saber foder
Pode-se pegar no falo sem haver foda
Pode-se pegar na foda sem haver falo
Pode-se pegar no falo sem haver falo
Pode-se foder sem falo
Pode-se sem falo foder o falo
Pode-se sem foder foder isto tudo
Pode-se foder sem foder
Pode-se foder sem sabermos nada
Pode-se foder nada sem sabermos
Pode-se foder e saber a nada
Pode-se foder nada
Pode-se foder com nada
Pode-se foder sem nada
Pode-se não foder

23 comentários:

Sexy Couple disse...

Este poema deu-te trabalho...
há intenções em todas as frases...
muito bom (como sempre).

Beijo sexy,
Ana

nAnonima disse...

Foda-se... meu Patife do coração, quanta poesia (es)corre desse Pacheco :)))

Malena disse...

Poeta da foda...
Inspirou-te a técnica do carrinho de mão? Nem sei como ainda ficaste com força! Ou foi uma rapidinha? ;)

Kapikua disse...

E
pode-se foder a foda
pode-se foder de fodido
pode-se foder o mundo
pode-se foder tudo
menos a vontade de foder

Patife disse...

Sexy Couple (Ana):
É o ciclo da vida: O poema dá trabalho, o Patife dá caralho. Sem trabalho algum. ;)

nAnónima:
Do Pacheco não escorre poesia. É mesmo meita! Dos meus dedos é que escorre poesia, apesar de neste momento também estar a escorrer meita. ;)

Malena:
Foi o meu lado agricultor. Rapidinhas? As rapidinhas do Patife são acima da média do comum dos mortais. ;)

Patife disse...

Kapikua:
Ora nem mais. Com o Patife pode-se tudo, menos foder a vontade de foder. ;)

nAnonima disse...

Não escorre?!?... então mas aquilo que disseste que eu iria engolir como sendo "o mais belo néctar dos deuses" não é Poesia?!? Ó diabo...

(K. estás a dar-lhe com força hoje, rapaz ;)

Patife disse...

nAnónima:
A poesia não se engole. Ela é que te engole a ti. ;)

(Por acaso acabei de dar com muita força mesmo agora) ;)

Maria D Roque disse...

Isto é tudo uma questão de Poder ... com um éfe grande...:D

Patife disse...

Maria D Roque:
Ora nem mais. É coisa da minha poda. ;)

nAnonima disse...

ando toda trocada, então!!! :))))

(sacana, ainda tens o desplante de vir aqui deixar-me com água na boca :) devias deslocar um músculo do Pacheco para ficares 3 meses sem acção pachecal!!! ou teres um hérnia no escroto!!!!

desejo disse...

Foda-se!

:)

Leão da Estrela disse...

Foda-se amigo, deixaste-me com a pachaxa toda molhadinha!

ahahahahahahah

E não fosse o Manelinho estar sempre pronto pá brincadeira, com tanta dúvida levantada, quase que optaria pelo último verso.

;)

Abraço

Daniela disse...

Fiquei com um nó na lingua de tanta poesia entrelaçada

Sairaf disse...

ou seja, o que interessa é foder!!!
Abraço louco!!!

S* disse...

Bem simples. lol

Patife disse...

nAnónima:
Andas toda tocada, andas. ;)

desejo:
Oremos irmã. ;)

Leão da Estrela:
Ah Leão!!! Não é dúvida. É um mar de opções. ;)

Daniela:
Curioso. Normalmente ficam com um nó na língua de tanto ter o Pacheco entrelaçado. ;)

Sairaf:
Correcção: Foder de todas as maneiras e feitios. ;)

S*:
Gosto tanto dessas tuas novas perninhas. ;)

nAnonima disse...

Nem por isso, caro amigo Patifóide.

presente de fds:

Esse cu que deu brado e que foi musa
de versos ímpios e desejos escandalosos
chora agora sob o shador da blusa
lamentando seu passado em ais gasosos.

Não fora tanto gozo e tanta tusa,
tantos metros de picha bem gostosos
e talvez que essa peida que se escusa
ainda brilhasse entre os traseiros famosos.

Porém, choveu sobre ela a celulite
e esse cu que era pura dinamite
hoje é cu de esconder, não de mostrar...

cuidai-vos, pois, que o prazer tem um limite
e se bem que esta verdade nos irrite,
cu não é pra foder, é pra cagar.


FCP

S* disse...

Patife, muito tapadinhas, mas giras. ahahah

Gabri Salavisa disse...

Elas não vão lá com rimas
A não ser que sejam nossas primas

Patife disse...

nAnonima:
Há cus para todos os gostos e pavios. ;)

S*:
Umas pernas jeitosas, são sempre umas pernas jeitosas. ;)

Gabri Salavisa:
Enquanto continuarem a ir com o Pacheco, fico descansado. ;)

Kronos disse...

é o chamado pensamento à Pacheco!!..

LOL

K

Patife disse...

Kronos:
O Pacheco não pensa. Age logo sem pensar. ;)