segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Eu dou-te a zona de conforto

A semana passada, só para variar, marquei consulta com uma psicóloga nova. Por vezes faço isto, como quem marca visitas a casas para venda quando não estão a pensar mudar de casa. É uma espécie de hobbie. Eu faço isso com psicólogos. Volta e meia marco uma consulta de terapia. Normalmente até escolho psicólogas. E invariavelmente são giras. Ou boas. Ninguém costuma marcar visitas a casas feias e a cair de velhas, pois não? Então não me critiquem. Já que é para estar 50 minutos a olhar para uma pessoa ao menos que tenha capacidades para me arrebitar o salpicão. Divirto-me muito com as novas psicólogas cheias de chavões e clichés, que me olham como se fosse um caso de fácil resolução. Esta teve falta de criatividade suficiente para me dizer que eu preciso de sair da minha zona de conforto. Eu dou-te a zona de conforto. Não percebo a obsessão de sair da zona de conforto. É como estar um gajo esparramado ao sol das caraíbas, rodeado de mulheres em bikinis reduzidos e mandarem-nos para o mar alto nadar com os tubarões. Não percebo a lógica: “Estás aí bem, é? É confortável? Então sai lá daí, seu hedonista, e toca a ir para uma zona de agressão andar ao papel para veres o que é bom para a tosse”. É francamente estúpido. É abertamente imbecil. Por isso, assim que ouvi a expressão zona de conforto levantei-me e saí para ir a uma festa. Não sei se já vos disse mas gosto muito de festas de ânus. Sobretudo quando me deixam partir o bolo. Todo.

37 comentários:

Lótus disse...

ahahahahahahahahahah hoje não consigo comentar nada!!!!!! São lágrimas!!!!

Fatta disse...

Dá-me a tua zona de conforto!!!!!! Ahahahahahahhaha

Patife disse...

Lótus:
Lágrimas foi também o que aconteceu quando o Patife partiu o bolo à senhora. ;)

Fatta:
Em troca dá-me a tua chona de conforto!. ;)

The Lord Of The O-Rings disse...

Pronto, fizeste as tuas graçolas e piadolas mas no fundo não disseste nada de nada.

Ou melhor, só disseste tontices, porque só precisa de sair da zona de conforto quem não está bem nela.

Se o teu estilo de vida permitir estar esparramado em qualquer paraíso tropical rodeado de mulheres em biquini ninguém vai-te dizer para saires da tua zona de conforto.

Por outro lado, se não permite, vais ter de te fazer aos tubarões mais tarde ou mais cedo, quer queiras ou não...

Tendo em conta que vais à psicóloga e deduzindo que não pagas uma pipa de massa só para olhar para a cuja dita (sim, porque essas profissionais são mais caras que as acompanhantes de luxo!) então eu diria que provavelmente estás na segunda categoria...

Daniel disse...

Texto excelente.

E como dizia o Hannibal Lecter, a psicologia nem sequer é uma ciência.

Eu acrescento, se às vezes nem a psiquiatria é.

Stiletto disse...

Ai isso agora chama-se bolo?

Patife disse...

The Lord Of The O-Rings:
Tens toda a razão. O mesmo afirmo desde o início, como se pode ver pelo perfil do Patife: “O Patife é parvo e tem a mania de falar mais do que fode, o que é um sarilho porque fode muito”. E obrigado por me fazeres lembrar dos tempos em que era conhecido como The Lord of the Cock Rings. ;)

Daniel:
É bom senso em forma de ciência. O que me vale é que gosto muito de falar. ;)

Stiletto:
Sempre se chamou bolo. Há quem lhe chame padaria. Eu gosto de bolos. São gulosos. ;)

Margarida disse...

Oh Patife, não teria a psicóloga reparado no estado de alerta em que o Pacheco ficou assim que a viste e o "sair da zona de conforto" não seria uma indirecta para soltares o Pacheco?

Bernardo disse...

haahahaha

grassa disse...

Não vou a psicólogos.

Por uma razão muito simples e de lógica invertida: deviam ser eles a pagar-me por lhes estar a dar material patológico de primeira qualidade para os livros deles.

desejo disse...

As psicólogas são mulheres que se sentem as mais bonitas de entre as mulheres.
Convencidas, irradiam charme à sua volta.
Sei-o.

:)

Patife disse...

Margarida:
Ahahahahahah. Lá está. Isso seria entrar na chona de conforto. ;)

Bernardo:
Gargalha, gargalha, que quem muito gargalha ainda mais encaralha. ;)

grassa:
Aprecio a teoria. Contudo elas acabam por pagar, mas de outra forma. ;)

desejo:
Também o sei e oh se o sei. Sei-o. E também seio. Sempre que posso. ;)

Anónimo disse...

tu ès bom mesmo.descobri este blog hà um asemana,atrevi-me a comentar um post,deixaste-me sem reacao, alias sem argumentos.tiro-te da da tua zona de conforto ops desculpa-me o chapèu

Malena disse...

Saíste para uma festa??? E eu a julgar que tinha sido para uma fresta!!! ;)

Daniel disse...

Para quem não gosta muito de falar gosta bastante de escrever... ;)

Patife disse...

Anónimo:
Sou bom, sou. Mas é na cama. ;)

Malena:
Ou fresta ou festa de ânus. Ou festa na fresta. Tanto se me dá desde que haja bolo para partir e alguém para me soprar na vela. ;)

Daniel:
Gosto de falar, de escrever e de pinar. Não necessariamente por esta ordem. ;)

Anónimo disse...

Patife, então?! Estava à espera de mais num post dedicado às psicólogas, depois de te ter visto falar tanto de psicologia ao longo deste tempo!

Kim III disse...

Se estiveres demasiado confortável a zona de conforto pode não ser boa para ti, mas se calhar ela queria dizer para te levantares da cadeira e experimentares outra posição ahaha

Anónimo disse...

você quer ser meu psicólogo particular ? eu retribuo bem (;

Patife disse...

Anónimo #1:
Olha também eu. Mas na verdade fui feito para pinar. O meu head-terapist é que me obriga a ter um blog que relata as pinadas. Diz que me ajudará a processar o facto de ser um Patife e a tornar-me numa pessoa melhor. Até agora só me deu foi mais pinadas. O blog, não o head-terapist, entenda-se. ;)

Kim III:
Agora que falas nisso eu estava sentado de forma muito confortável naquele sofá. Bem mais confortável do que me seria exigido. Bolas, já deixei escapar uma pinada. ;)

Anónimo #2:
Estou proibido de dar conselhos por decreto-lei. ;)

Nicole disse...

Ai Patife tu nunca desiludes. Obrigada pelas gargalhadas:)

S* disse...

Partir o bolo não deve ser difícil... já tem racha e tudo. ahahah

Patife disse...

Nicole:
Mas iludo muitas vezes. E ainda ontem me disseram algo semelhante: "Obrigada pelas caralhadas". ;)

S*:
Há bolos e bolos. Gosto com creme por cima. ;)

Gostas de Maracujá? disse...

Este blog tem dedo do Miguel Esteves Cardoso.

Adenda: Está tóooodo lá dentro, no cú da querida. O que custa é a cabecita o resto é pescoço. :P

Fodasse, com isto tudo já me atrasei, tenho as putas lá fora a bater à porta, à 10 minutos (já me vão cobrar mais 20 balas que o que estava previsto).

Atentamente,
Asdubral.

Cat disse...

Patife, "partes-me toda" LooooL. Mas não o bolo, que fique claro :p
Muita risota neste blog, bom blog.

Patife disse...

Asdubral:
Não tem o dedo do MEC mas tem a picha da Patife. Não é bem o mesmo, mas é o que se arranja. ;)

Cat:
Bolas, pá! E eu que, com o "partes-me toda", fiquei logo de vela acesa. ;)

Anónimo disse...

"Só me deu mais pinadas"?! Really? Assim um cliché tão evidente? ... btw, acho que devias procurar um gestalt therapist ;)
[Anónimo 1]

Mars disse...

Adoro o teu blog. Faz-me sempre rir, mesmo naqueles dias em que acho que nada me vai arrancar um sorriso sequer.
Isto é que é terapia. De graça. :)

Patife disse...

Anónimo:
És bem capaz de ter razão. ;)

Mars:
Isso é verdadeiramente retemperador, pá. Apesar de não me cansar de ouvir dizer algo de muito semelhante: "Adoro o teu nabo. Faz-me sempre vir". ;)
(Não me estragues com mimos, vá. Aprecio a minha sensibilidade de gnu). ;)

Petra disse...

Olha Patife, aqui a psicóloga Petra dá-te um conselho... Não mudes, estás bem assim.
Na zona de conforto ou sem ela.....

Just Me disse...

Agora me lembrei... Não comemorei devidamente o aniversário do meu blog...

;)

Festejamos então??? Ficas emcarregue do bolo, importaste?

Bjs Just

Just Me disse...

sorry...

encarregue*

(se não me ponho a pau, e sim não no Pacheco, ainda levo umas lembadas...lol)

Bjssssssss

Patife disse...

Petra:
Só mudo de posição na cama. Várias vezes por pinada. ;) Psicológa-mos. ;)

Just Me:
Ahahah. Deixa o bolo por minha conta que sei o que fazer. ;)

Ah, minha *lembaruças, gosto muito quando te pões a pau. ;)

Kim III disse...

Também acho que sim, tens que voltar lá ;)

Patife disse...

Kim III:
Não tenho por hábito estar duas vezes com a mesma mulher, mesmo que seja com uma psicóloga no seu gabinete. ;)

Mars disse...

Pois, terapia de nabo também é bom...

Patife disse...

Mars:
O Patife é o melhor naboterapeuta do País. ;)