terça-feira, 7 de setembro de 2010

A Volta ao Mundo em 80 Cricas

No ano passado o mês de Agosto passou a correr. Já este ano o Agosto passou a foder. O que dá sempre jeito para ajudar a cumprir o maior sonho do Patife: “A Volta ao Mundo em 80 Cricas”. São 80 Cricas internacionais, cada uma do seu país sem valer repetições, que o Patife tem de comer antes de morrer. É um desejo muito antigo do Patife, e que também assiste às grandes estrelas internacionais: é que gostamos de andar na boca do Mundo. Antes destas férias já tinham marchado 32 de nacionalidades distintas, mas após este mês o Patife ficou um pouco mais perto de cumprir esse desafio épico que lhe vai valer a publicação de uma obra mais afamada que a do Júlio Verne.
Mas não foram umas férias fáceis, meus caros. É que eu não sou poliglota, apesar de ter uma polipichota. Por isso, enquanto fã incondicional de jogos de linguagem, a coisa fica complicada para dar à língua. Apesar de ter encontrado várias que davam à língua como se não houvesse Setembro. Ainda me diverti com uma chinesa que ficou espantada como o tamanho do meu marsapo vergal e então comecei a ensinar-lhe como se dizia “grande” em português. Ela depois apontava para o Pacheco e dizia: Glande, Glande. O que também estava certo, por isso não fui capaz de a emendar. Mas de resto foi muito cansativo e fiquei a saber que, das duas uma: Ou elas andam mais fáceis, ou o Patife está cada vez mais parvo. É que as mulheres gostam de parvoíce. E o Patife sabe usar a parvoíce como charme de arremesso. Sei que estão a duvidar mas olhem que há uma pontinha de verdade nisto. Só que é uma pontinha igual à do Pacheco por isso é quase uma verdade absoluta. Aliás, a meio das férias pus-me a pensar (digo sempre “pus-me a pensar” porque invariavelmente são pensamentos infectos, daqueles cheios de pus): Haverá alguma ligação entre o facto de ser sexualmente compulsivo e sempre ter ouvido a minha mãezinha dizer para partilhar os meus brinquedos? Dúvida existencial de densidade extrema que me ocupou a mente até aparecer um par de bombocas copa D à minha frente. Mas avante. Acabei de chegar de férias e por isso não posso fazer um relato completo. Para já, conto-vos apenas que passei duas semanas num cruzeiro. Palavra de honra que nunca tinha visto tantas mulheres solteiras ou divorciadas juntas e tão esfomeadas. O que me deixou logo feliz porque se há coisa que eu sei é que não há fome que não dê com a minha fartura.

56 comentários:

VM disse...

2 coisas...

1. regressado sejas, que já tinha saudades de me rir com as aventuras do pacheco

2. um cruzeiro, cheio de mulheres esfomeadas, fechadas, rodeadas de mar... só podia dar nisso!

tenho dito!

Liana disse...

Finalmente! Podes ter perdido o folego nas férias mas não perdeste o jeito para me fazer rir.

Margarida disse...

Que saudades, meu ordinarão!

Denise Luz disse...

Bem-vindo!
Já sentia falta das tuas aventuras! :)

Patife disse...

VM:
Olha, foi uma fartura. ;)

Liana:
Ainda assim o Patife tem mais jeito para fazer vir. ;)

Margarida:
Saudades tinha o Patife que lhe chamassem ordinarão em bom português. ;)

Denise Luz:
Ora. Também as aventuras do Patife já sentiam a falta de vocês. ;)

Alentejano disse...

Aqui se reunem caçadores, pescadores e outros mentirosos!!!

Patife disse...

Alentejano:
Não é "mentirosos". É "romanceadores da verdade". Não foram 80, foram 69. Não tenho um espadarte de 30 centímetros de comprimento, são apenas 27. São ligeiros ajustes. Ligeiríssimos. ;)

S* disse...

Oh patife, tu és um grande tolo e eu aprecio que te divirtas assim... na realidade ou no mundo dos sonhos. Desde que te divirtas. :)

Barão Mervelho disse...

Não há nada melhor que nos afagarem os rebites da fuselagem.

Patife disse...

S*:
Tudo o que meta a minha fartura com fartura, diverte o tolo do
Patife. ;)

Barão Mervelho:
É certo. Mas rivaliza de perto com afogarem os dentes na pincelagem. ;)

Storyteller disse...

Saudades destes teus textos :D

BRILHANTE!!

*XS* disse...

Eu nem sei como ainda tens força para um post, Patife! Deves vir todo chupadinho, miúdo!

Mas como diz o nosso querido Basílio Horta, quando o mercado nacional está fraco e saturado, nada melhor que internacionalizar.

:)

Sílvia disse...

Já cá tinha vindo 3a e 5a da semana passada ver se havia novidades, este é sem dúvida o blog que eu mais sigo!
Parabéns :)

Rice disse...

ahahah welcome aboard Captain!

Fi disse...

E aí está ele regressado das suas férias. Seja muito bem-vindo de volta, as saudades já eram algumas!

Vera, a Loira disse...

Seja bem aparecido e estamos à espera das novidades.

Malena disse...

E afartura é das recheadas? Ou marcha só com açúcar e canela?:P

→ Calipso disse...

Bem vindo de volta meu caro LOL

Lolita disse...

Já cá tinha vindo, mas ainda só haviam 2 coments - madrugadores!! heheheh

Prontos, cá vai:

Saudade
Saudade
Saudade deste meu Patife sem igual!!

Beijo.

retiro o que disse... disse...

Patife, Patife...
Reanimação boca-a-boca não chega para me acordar, depois de tanto tempo à espera de noticias suas. Aposto que deve ter passado pela unidade de queimados do Barco antes de atracar no cais de alguma moçoila Portuguesa. Sim, porque se já chegou a Portugal há mais de 12horas, já deve ter engatado pelo menos uns 3 ou 4 rabos de saia.

:D

Beijo transatlântico.

Patife disse...

Storyteller:
Nem tudo o que brilha é oiro. Mas tudo o que tem bilha é coiro. ;)

*XS*:
A internacionalização é o futuro. E confirmo. Venho de rastos e de rachas. Mas para um post ordinareco o Patife tem sempre forças. ;)

Sílvia:
Ahhh... nada como o carinho dos fãs. O Pacheco aplaude. ;)

Rice:
Patife is always on board and on broad! ;)

Fi:
É verdade. De regresso ao local do crime com muitas aventuras para contar. E cheio de saudades do Chiado. Obrigado pelas palavras. ;)

Vera, a Loira:
O Patife sente-se agradecido. As novidades irão saindo, pois o Patife só dá pinadas para vos poder contar. É um sacrifício que faço com todo o prazer. Para a próxima crónica já estou a preparar uma compilação cheia de highlights. (Leia-se Pacheco sob focos de luz).

Malena:
Ahahahaha. É uma fartura bem recheada, em nada semelhante com um pau de canela. ;)

Calipso:
Ora. O lugar do Patife é aqui, a relatar com precisão cirúrgica e rigor microscópico as suas conquistas esfodaceiras. ;)

Lolita:
Mas agora têm de me aturar durante meses a fio pois não tenho férias nos próximos tempos. ;)

retiro o que disse...:
Ahahahah. Na verdade o Pacheco é que engatou em três rabos, nenhum deles de saia. Além disso, reanimações é com o Patife. ;)

Bang disse...

Nem tudo o que é oiro brilha, mas tudo o que anda e tem bilha para o patife é uma maravilha.

Um rima de partilha, espero que tenhas passado por sevilha e dado uso à berguilha.

Um abraço.

Patife disse...

Bang:
Ahahahah. Usei a braguilha e dei-lhe na anilha. Bolas. A rima dá-me tesão.

(Note to self: Falar disto ao meu psicanalista.)

desejo disse...

Olá. Ligando o pc já me ria do que poderia encontrar registado no teu post.
E ainda sorrio com o que acabei de ler.
Fiquei a saber que tens uma poli,que tens uma glande,
que tens charme, a tua arma de arremesso, pelo que pelo conteúdo final deste post, deverias ter saceado a fome das muitas mulheres solteiras e divorcidas que por este mundo andam à solta.
Um post em g(l)rande.


desejo

Carolina Tavares disse...

Ahahah... ¨Haverá alguma ligação entre o facto de ser sexualmente compulsivo e sempre ter ouvido a minha mãezinha dizer para partilhar os meus brinquedos?¨
Que dúvida existencial!!!

bjs

Luis Baptista disse...

Genial, o pacheco!
Dá gosto ler isto.

Rui Caldeira disse...

O pesadelo de qualquer marinheiro é cair borda fora . . . neste teu caso, o teu sonho é cair pelas bordas adentro ahahahahah

Grande Abraço

Venus in red disse...

Diga lá em que posição se encontra, entre o 32 e o 80?

Não é aceite qualquer previsibilidade na resposta!




Basium

Patife disse...

Desejo:
Ahahah. Pois foi em glande Pachecada, pois se há coisa que o Patife é, é cavalheiro e não resiste quando vê uma parreca em apuros. ;)

Carolina Tavares:
Dúvida existencial avassaladora que me dá, todas as noites, uns dez segundos de insónia. ;)

Luis Baptista:
Genial é a unha negra na sua mais recente aparição de Minetauro. Isso sim é genial. ;)
Vão lá espreitar, vão: http://por-uma-unha-negra.blogspot.com/2010/09/o-minetauro.html

Rui Caldeira:
Enquanto marinheiro pachachal gosto muito de virar de borda. ;)

Venus in Red:
Ora deixa cá consultar a caderneta da Volta... Após estas férias a sangria internacional vai em 48. Um dia... um dia... chegarei às 80 internacionalizações e serei um Patife feliz. ;)

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

É bom "renascer" para :-) aqui!

Welcome back and...

enjoy!

Bad Guy on board got stuck
While international waters he sailed.
In search for the Guinness summer fuck,
His wonderful Pacheco never failed.

A true sailor to be he proved,
In the horizon so many girls in sight
Bad Guy in style so grooved,
He screwed and screwed, to their delight!

The Star Line of the Loveboat story
And don’t mix it up with the Titanic
Pacheco is the Bad Guy’s glory
37 cm that never panic!

The girls they toss and scream in awe
The bliss of his instrument they desire.
Pacheco is sex so perfect and so raw
The “cunts”, they all get so on fire!

I’m glad the guy is back in town
And I do so hope to meet him soon.
So in Chiado I whistle up and down
Maybe he wants to share a spoon!

Bad Guy indulge me in a cup of tea
I want to hear your summer stories
And I promise you, ‘cuz I foresee
I won’t be one more of your “Glories”!

Stargazer disse...

Ah, sim copyright by Stargazer.

Não é grande obra o poema, mas assim nuns minutinhos nem está nada mal!

Gaba-te cesto, que vais à vindima :-)!

It feels good to be back...especially here!

Beijo,

Marota disse...

Boa tarde Sr. Pacheco pela sua visita nas minhas redondezas! Voltarei cá mais vezes. Pareceu-me, que aqui na sua casa não é sítio de tristezas. Cumprimentos - Marota

Marota disse...

Desculpe lá Patife, enganei-me no nome. Sou mesmo azelha

Louise disse...

Está visto que o Patife gozou de umas belas férias.
Mas sempre conseguiu alcançar o objectivo ou não?

Patife disse...

Stargazer:
Ahahahah. Tens um talento natural para as artes poéticas evocativas da vida sexual do Patife. Perfeito. O Patife sente-se lisonjeado. É bom estar de volta. Não me gabes é o cesto que eu faço-te a vindima. ;)

Marota:
Ora essa. O Patife e o Pacheco confundem-se facilmente. É um erro natural. E sim, este não é um recanto para tristezas. ;)

Louise:
Ah, Louise, Louise. O Patife passou as férias a gozar, isso é certo. Ainda não foi este Verão que o Patife chegou às 80 internacionalizações mas já está muito, muito próximo. Isto porque têm de ser todas de puro sangue que as tresmalhadas não contam. ;)

desejo disse...

Olá. Um poema escrito em Inglês, não é qualquer Patife/Pacheco que merece.
Deves sentir-te lisonjeado com esta menina. Belo poema.
E não te esqueças disto:


Bad Guy indulge me in a cup of tea
I want to hear your summer stories
And I promise you, ‘cuz I foresee
I won’t be one more of your “Glories”!

Kiss

Stargazer disse...

Bad Guy,

Tenho uma arte natural não só para a arte poética evocativa do sexo. Aliás, a Stargazer invoca muitas coisas no sexo :)

Até à lavagem dos cestos é vindima. Por isso lavo-te o cesto. Da vindima, que tratem as outras. Não espezinho aquilo que bebo :)

Cheers!

Stargazer disse...

desejo,

O Patife sabe que merece. Ele não se esquece. Nem eu.

N'est-ce pas Mauvais Mac?

Mas agradeço-te o elogio. A Stargazer é Pol(idiota), perdão, Poliglota!

Petra Pink disse...

bem-vindo de volta seu patife langueiro! tens férias que te fartas!
és patrão ou caralho!

Blogadinha disse...

sempre se diz que quem não dá assistência abre concorrência - e o franchising das farturas que não te leia o sucesso... :))

L.O.L. disse...

"Glande" post. hahahaha. Mais um blog fabuloso (infelizmente há poucos assim) para a minha colecção.
:)

Pequena Lince disse...

Ahhhhhh que saudades de te ler meu Patife!!!!! ;)

Capitu disse...

As patifarias do costume, está visto! E a da chinesa? Era atravessada?

Patife disse...

Desejo:
É motivo para lisonja, pois que é sim senhora. E com esse britânico verso a menina também não se fica atrás. Já o Patife fica-se por trás muitas vezes. ;)

Stargazer:
Ahahahah. Olha que há muito bom fetiche por aí que envolve espezinhanço...

Oui, c´est ça.

Petra Pink:
"Patife langueiro" é bom. Gosto disso. Mas patrão só mesmo do Pacheco e mesmo isso por vezes é ele que manda em mim. ;)

Blogadinha:
Ahahahah. Há fartura com fartura. ;)

L.O.L:
Ah coleccionas blogues. Porreiro. O Patife colecciona bolhas, mas vai dar ao mesmo. ;)
Obrigado e bem-vindo.

Pequena Lince:
E as saudades eu o Patife tinha de ser lido!? Isso sim é que é coisa de me arrepanhar o coração. ;)

Capitu:
Uma desilusão a chinesa, uma desilusão. Mas enfim, como era made in China podia vir com defeito. Por isso, não era atravessada mas ficou com o Pacheco atravessado. ;)

Cate disse...

"Não há fome que não dê com a minha fartura". Adorei.

Patife disse...

Cate:
Ora... Adoram todas a minha fartura. ;)

Capitu disse...

Juro que já estava à espera dessa resposta. Aliás estive mesmo para antecipá-la.

Patife disse...

Capitu:
Antecipe-se sempre que quiser pois o Patife gosta de mulheres emancipadas e antecipadas. Sobretudo as que sabem o que é a redondilha maior. Por este mundo fora são mais as que sabem o que é a anilha menor. ;)

Luis Baptista disse...

eheh
obrigado pela publicidade!

abraço.

Patife disse...

Luis Baptista:
Ora essa. O que tem qualidade deve ser recomendado e publicitado. É um pouco o que faço aqui com o Pacheco. ;)

Cute Black Cat disse...

Genial, como já me habituaste.
Com férias assim não há tédio.

Dora disse...

Devo ser a única gaja do mundo que só foi para a cama com pessoas da mesma nacionalidade. lol

Marota disse...

Dora, o meu caso parece-me ser mais patológico que o seu. Veja lá que eu ainda não fui para cama com alguém que não fosse da minha família.

Dora disse...

Marota: INCESTO - Um jogo para toda a famiia.

Senhor Geninho disse...

Qual era o nome do Cruzeiro? "A Ilha das Tesudas"? ;D

Patife disse...

(Ai que me esqueci de responder a estes comentários)

Cute Black Cat:
Tédio é coisa que não dá com a minha fartura. ;)

Dora:
A sério!? Internacionaliza-te. É que as diferenças culturais e sociais também se notam na cama. É interessante. Chamemos-lhe queca sociológica. ;)

Senhor Geninho:
Esse foi o do ano passado em Madagáscar. Este ano fui no "Bordas para que te quero". ;)