segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Eu digo-te o que te quero meter


Estou apaixonado. É com lamentável pesar que vos digo que estou apaixonado. Vi-a ontem, a passear pelo Chiado. E foi amor à primeira picha. Trazia anexada uma gaja que não usava cuecas e por isso é que a vi. A gaja semi inclinou-se e eu vi-a, em forma de dois papinhos dispostos de forma sublime. Parecia arte. Não demorei muito a entabular conversa com a dona, que eu cá só me apaixonei pela sua chona. A retórica do Patife dá cartas e não demorei a cair nas suas boas graças, apesar de eu querer era cair na suas bordas lassas. Claro que pensei isto alto e aí é que foi o sarilho. Começou logo a alardear não sei quê de ser mulher séria e disse para me pôr fino. Não sei se estava a falar comigo ou com o Pacheco, que tinha acabado de se pôr grosso. Não andasses de papo ao léu na rua e nada disto te acontecia. Assim é estar a pedi-las. Depressa emendei a mão, desviando subtilmente o assunto para o descomunal tamanho da minha verga. Mas tratou de responder: «Patife, não me metes medo!». Apeteceu-me responder-lhe: «Ó filha, não é medo que eu te quero meter.» E tal como me apeteceu, assim o disse. Ela sorriu e aí eu percebi que estava já meio caminho mamado. Para a outra metade do caminho foi preciso abrir a traqueia muito mais do que lhe seria exigido. Ainda tentei desonrar-lhe a senisga à lorde mas acabámos por ficar mesmo pelas artes chupistas. É que ela foder, fodia. Mas não era a mesma coisa.

22 comentários:

A Chata disse...

Fica-te bem a paixão ;)

Didi disse...

Vá lá, só com um bico e não digas que foste dali lol

Don Sudan disse...

LOLOLOL. Patife sempre em grande!

Marta disse...

Hum...o Pacheco não se apaixona assim, sem mais nem menos.

A Minha Essência disse...

Oh, até se me veio uma lágrima, no canto do olho. ;)

Seja bem regressado, rapaz!

Anónimo disse...

Isso foi uma paixão não corresfodida do Pacheco pela chona do Chiado...

M D Roque disse...

Passou com 20 valores na prova oral !

Bela disse...

Não sejas assim tão "mau". Para a próxima, deixa lá a rapariga fazer o serviço completo. ;O)
Gosto de te ler. Haja Pacheco que aguente... :D

Um beijinho :)

Malena disse...

Mulher séria não faz sexo da cintura para baixo! ;)

Vera, a Loira disse...

Quando li a primeira frase até pensei que me tinha enganado a entrar no blog.

S* disse...

Se ela era melhor na arte chupista, mais vale desfrutar daquilo que ela sabe fazer melhor.

Gaja Maria disse...

Anda Pacheco! HEHEHE Ganda Pacheco!

Pusinko disse...

Por duas linhas achei que era o fim do blog como o tinha conhecido. Mas depois endireitou. :)

POC disse...

Meio caminho mamado, muito bom.

Shiver disse...

Eu fiquei pela rima do boas graças bordas lassas....muito bom :)

Leão da Estrela disse...

Porra, "mafrend", essa gaja é mais conhecida que a Sé de Braga!
Diz que é cá uma chupista...

Toma lá um abraço!

Vício de Ti disse...

A paixão durou pouco :)

nAnonima disse...

A Florbela que me perdoe...

«Diz-me, amor, o que me queres meter,
Conta-me a vontade do teu Pacheco eleito,
Aninha-te a sorrir junto ao meu peito,
Arranca-me as roupas, se me queres ter.

Embriagada que queria estar da tua nhanha,
Entristeço de ir ao Chiado e nunca te ver
Penso: um Pacheco erguido, ele que venha!
Diz-me, amor, o que me queres meter.

Grito o teu nome sem nunca te ver
Diz-me, amor, o que me queres meter.»

beijo :b

xavi disse...

Top!

Valerie disse...

És o maior!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Lindo!! ahahah

Anónimo disse...

o quéqué isso de "desonrar a senisga à lorde"??

Devem ser coisas que se fazem no Chiado...à tardinha, não?

ahahahah