segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Amo-te


Amo-te! Ousou soltar ela a meia foda, deixando-me o nabo à beira de um enfarte do miocárdio fálico. A pausa originada por esta transgressão verbal, seguida da minha cara de enfado, fê-la entrar em justificações atabalhoadas enquanto corava: Não estou a dizer por dizer... amo-te mesmo. Foi o que aquela alminha conseguiu dizer para tentar salvar a face. Aí, serenei. Adoro brincar com pachachinhas, bicos tesos e pandeiretas arrebitadas, mas se há coisa com a qual não gosto de brincar é com sentimentos. E se uma coisa é saborear a ilusão, conhecendo os limites da realidade, outra profundamente diferente na sua essência é viver na ilusão. Por isso, expliquei-lhe que eu não estava ali para o amor, da mesma forma que o amor não estava no mundo para mim. Disse-lhe ainda que o primor dos seus contornos pachachais totalmente rapadinhos me faz arrebitar o pirilau e que o seu rabo empinado me dá vontade de lhe dar tau-tau. Mas que só lhe queria foder a chona e não o coração. Ela, meio assustada, como quem ousa virar a cara à realidade, riu-se e disse: Tu também tens sentimentos. Isso é o medo a falar. Mas não era. Era apenas a sinceridade do meu nabo a falar.

29 comentários:

Kapikua disse...

se começas a despertar esses sentimentos em muitas cachopas o melhor é fazeres uma parceria com a Lacticoop e enveredares pela ordenha mecânica...

nAnonima disse...

ahahahahah!

(mas eu Amo-te mesmo ;)

Patife Meu que estais no Chiado,
santificado seja o Vosso Membro,
venha a mim o Vosso Leite,
seja feita a Vossa vontade
assim na cama como no sofá.
O pacheco meu de cada dia me dai hoje,
perdoai-me as minhas inabilidades
assim como eu perdoo
a quem me tem fornicado,
e não me deixeis sair da tentação,
mas livrai-me do Anal.
Amém.

Patife disse...

Kapikua:
Credo! Antes instalar-lhes um limitador de sentimentos. Ou isso ou um curso de gestão de emoções. ;)

nAnónima:
Quem assim reza é porque o Patife preza. Não sei é se as rezas te livrarão do anal. O Patife é old school e prefere o analógico ao digital. ;)

nAnonima disse...

ahahahahahahah!

(rezo sim, 3 vezes ao dia! ;)

beijo :)

desejo disse...


"Mas que só lhe queria foder a chona e não o coração".


Que doçura! És um Patife sentimental/sensato.

@mo.te, não se diz a qualquer um, Patie.

desejo disse...

Mas que só lhe queria foder a chona e não o coração".


Que doçura! És um Patife sentimental/sensato.

@mo.te, não se diz a qualquer um, Patife.
:)

Patife disse...

nAnónima:
Imagino-te a rezar. De joelhos. É bom ir-lhes dando habituação. É inteligente da tua parte. ;)

desejo:
A meia foda tudo dizem. A cabeça deve ficar zonza de levar com o Pacheco ou assim. ;)

nAnonima disse...

:)
espero bem que tenhas uma boa almofada, gosto de rezar devagar e várias vezes!!! tanto oro devagar como depressa. sou uma indecisa das orações!

(Ai, deus, que hoje vou mesmo arder no inferno... Vemo-nos por lá! ahahahaha)

Branca Clara disse...

Eu diria antes (m)amo-te!!!

Pedro disse...

Hum...ó Patife não sei se "enganas"...isso parece conversa de quem foi "apanhado" nas malhas desse grande malandro chamado O Amor!
:)

O Patife está apaixonado. O Patife está apaixonado. O Patife está apaixonado...

hehehehe

POC disse...

Estou com o Pedro, o Patife abichanou e agora está apaixonado de coração.

Patife disse...

nAnónima:
Orai, pastora, orai neste falo sagrado. Vinde chupar o pepino, na boquinha deleitado. ;) (Deus me perdoe, Senhor é convosco, que Ele está no meio de nós. Um pouco como o Pacheco, portanto.)

Branca Clara:
Entraste directamente para o meu quadro de honra! ;)

Pedro:
Ahahahahaha. Blasfémia! O Patife só fica apanhado do nabo. E mesmo assim é preciso duas mãos cheias. ;)

P.S.: Quem diz é quem está, cala a boca jacaré-paguá. ;)

POC:
As heresias são contagiosas, hein? Mas infelizmente é impossível. O Patife tem uma sensibilidade de gnu, só ao alcance de quem gosta muito de ir ao cu. ;)

Mamã de Peep-Toe disse...

Porra!!Quando vi o tema,pensei logo que tinhas finalmente sido apanhado na rede do amor...enganei-me.Mas há-de chegar o dia e eu hei-de ler isso,aqui,neste blogue.;)

Patife disse...

Mamã de Peep-Toe:
Se uma fatalidade dessas algum dia acontecer, confessá-lo-ei. Mas normalmente só me apanham cama. ;)

Pusinko disse...

Claro que tens sentimentos. O mundo gira em torno deles, mas nem todos sao o amor. Gostei da sinceridade deste post, sem engonhar nem criar ilusoes à boazuda apaixonada. Mesmo que tenha cortado a queca a meio, foi uma atitude bonita do Patife :)
E do Pacheco, vá.

Sufocada disse...

Tive a mesma reacção que a Mamã de Peep-Toe, pensei que o Patife ia passar a romântico-apaixonado, e iríamos deixar de ver esta poesia sexual tão bem experimentada.
Assustei-me!

Daniela disse...

Mas como é que tantas orações e sentimentos vieram dar a altar da luxuria?
Patife, tens que repor a ordem no harém, ou o pacheco começa a ficar confuso!
Boa semana.

Anónimo disse...

A other-half do Patife é certamente tão twisted e descrente no Amor quanto ele. No dia em que encontrar alguém que apenas queira usufruir do seu Pacheco e brincar com os seus sentimentos aí é que ele cai que nem um menino.
Inês

soft_inblue disse...

Ela surpreendeu-te de alguma maneira...e se calhar tu até gostas-te ;) independentemente se sentires o mesmo claro!!

Mas pelo sim pelo não...fode-a outra vez...e se não houver "Sentimento" deixa lá a menina (do coração partido ;)

S* disse...

Oh que merda, destruiu tudo.

EU SOU EU disse...

Penso aqui para mim...que poderás estar com problemas de ouvidos... é que para mim...ela questionou-te.. com um simples mAMO-TE ?!?! E tu como estavas num acto de puro desportivismo e concentrado...ouviste mal...

Patife disse...

Pusinko:
Atitude bonita foi a de a comer por trás. Isso sim, foi bonito de se ver. ;)

Sufocada:
Falso alarme. Podes relaxar à vontade. E já que agora te deixei tão relaxada podes sempre sugar-me... as palavras. ;)

Daniela:
O Patife é um libertino anti-censura. Além de que gosto muito de vos ver a orar. ;)

Inês:
O Patife a cair que nem um menino? É mais provável que o Pacheco se levante como um pepino. ;)

soft_inblue:
Isso quebraria a minha regra de ouro de só pinar uma vez com a mesma pessoa. Uma vez é ocasional, duas é relacional. ;)

S*:
Não sabem pinar de boca calada. Se é para abrir a boca, mais vale que me abocanhem a trombeta. ;)

EU SOU EU:
Isso é que teria sido bom. Mas não. O tom de voz e o pestanejar sentido também diziam amo-te em uníssono. ;)

xarmus disse...

Já pensaste que ela podia estar a falar com o Pacheco??

Anónimo disse...

Estás enganado xarmus!!! Eu amo o Patife e mamo o Pacheco. Eu sei que o Patife tem vergonha de assumir, mas ele também me ama a mim.

Beijos, meu amor

Patife disse...

xarmus:
Epá, ainda pior. O Pacheco então é que não quer ter mesmo nada a ver com "essa velha ironia chamada amor". ;)

Anónimo:
Eu mamo tanta gente. É um verbo que gosto muito de conjugar: Eu mamo, eu nas mamas, ela na mama. Nós mamamos tanto, vós que me mamais, elas que ainda me hão-de mamar. ;)

Skin n Under disse...

É o problema das boas fodas. Fazem qualquer um(a) desbocar-se.É uma chatice.
Sempre achei boa ideia sexo amordaçado.

Malena disse...

Um dia destes vamos ter fidelidade pachecal! ;)

Sairaf disse...

Tem cuidado para não ferires muitos corações, já as chonas não se importam de sair feridas!!!
abraço doce
Sairaf

Patife disse...

Skin n Under:
Ahahahah. O problemo é que eu gosto de ouvir ordinarices e já estou farto da minha voz. ;)

Malena:
Se esse dia chegar, podes dar-me um estalo? Ou mil? ;)

Sairaf:
Corações feridos são, muitas vezes, efeitos colaterais inevitáveis. ;)