quinta-feira, 3 de maio de 2012

Quem desdenha quer pinar

Gosto de me vir em maminhas. Mas ontem não foi por gosto. Foi por necessidade. Não sou grande fã de aviar duas vezes a mesma senisga. Uma vez é ocasional, duas vezes já começa a ser relacional. Ainda se começa a ter emoções ou lá o que é isso. Se o sexo alivia a tensão, já o amor causa-a. E desde pequeno que vivo com receio de um ditado popular. Da mesma forma que os irredutíveis gauleses tinham medo que o céu lhes caísse em cima da cabeça, eu sempre vivi sob o temor deste ditado popular se tornar verdade: “Tantas vezes vai um gajo ao moinho que um dia deixa lá o toucinho”. Pelo menos foi assim que o aprendi. Por isso, como ontem estava numa sessão de trabalho nocturna com uma gaja com quem já tinha pinocado há uns anos, e ela começou a tentar a sua sorte, eu apressei-me a sacá-lo cá para fora apenas para esfolar o carapau a olhar para as suas mamas, usando-as ainda como porto de aterragem meital. Quando eu estava quase a atingir o orgasmo, ela percebeu o que eu estava a fazer, arregalou os olhos e ficou boquiaberta de incredulidade. Ora eu pensei que aquilo era um convite e não tardei a alojar o nabo dentro da sua boca. Assim que começa o derrame nabal ela, armada em nojentinha, tira a boca à pressa toda atarantada, ficando com tudo espalhado pela cara. Ficou possessa e muito zangada, não sei o quê dos abusos de confiança e que aquilo era demasiado kinky. Tratei de a sossegar: «Calma. Só é kinky a primeira vez». Estranhamente não a acalmou. A sessão acabou ali com ela a vociferar impropérios à minha estimada pessoa. Como quem desdenha quer pinar até nem me importei de os ouvir. Mas quando ela se vira para soltar um derradeiro e pouco ofensivo “Cretino!” vislumbrei um pequeno pingo de meita esquecido na ponta do seu nariz. Havia algo de engraçado naquela imagem, com ela toda zangada sem se aperceber do seu estado. Por isso, justifiquei-me como um cavalheiro: Desculpa. Agora já sei como ficas quando te sobe a meitada ao nariz…

28 comentários:

nAnonima disse...

voltaste nPatife e estás no teu melhor! Continuas a ser o meu nPatife.

Ana P. disse...

Querido Patife,
É impressão minha ou andas com problemas de relacionamento? Esta semana não estás a deixar muitas mulheres felizes...
Sinceramente tua,
Ana

Patife disse...

nAnonima:
No seu melhor está o Pacheco. Está há sete horas sem baixar. Precisa de uma intervenção de manutenção séria. ;)


Ana P.
Eu sempre tive problemas de relacionamento. E deixo as mulheres sempre infelizes. É um karma do caralho. Mas antes dou-lhes sempre umas cinco horas contínuas de prazer. ;)

nAnonima disse...

não devias tomar tanto viagra, meu querido...

Rusty disse...

lol... sempre em grande.. que sirva de exemplo para as senisgas que desdenham e depois não querem comprar.. como diz o ditado, quem anda a chuva molha-se e depois lá vai o pingo no nariz...

fu manchu disse...

Fodas de sete e cinco horas, sempre de pau feito! Eu sei, intercalados com minetes requintados, com broches
lentos e extasiantes.
Fodes de mais, Patife, Pacheco, tanta vez só de boca, o que também compraz à gabarolice humana. Somos todos uns gajos fodidos.

Fu Manchu

Malena disse...

Não sei porquê mas acho que um dia destes levas um estalo... ;)

desejo disse...

ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!

demais!

:)

Anónimo disse...

Foder contigo mais parece um suplício!!
=)
Ash

S* disse...

lol


Deve ser incómodo...

Shiver disse...

Muito bom Patife adorei :D

Lili disse...

mega lol... vim ate aqui via salvador e amei seu blog... cretino... patife...

Stiletto disse...

Se uma pessoa se põe a imaginar estas estórias ri-se até doer a barriga. Armada em nojentinha, Patife? Pobrinha ;-)

Patife disse...

nAnonima:
O Pacheco segrega um viagra natural. Nada posso fazer contra isso além de pinar a torto e a direito. ;)

Rusty:
Patife: a dar lições desde mil novecentos e troca o passo. ;)

Fu Manchu:
Sou um grandessíssimo gabarola, próprio de quem tem uma grande tola. ;)

Malena:
E era bem merecido. Mas não conseguem dar um estalo numa cara laroca como esta. ;)

desejo:
"Demais" é o tamanho do Pacheco. Por esta altura do campeonato já o devias saber de cor. ;)

Ash:
O problema é que ela queria pinar e eu não repito a dose. Enervou-se porque queria muito mais do que o jogo de estar a fazer pontaria aos mamilos com este canhão de meita. ;)

S*:
"Incómodo" é quererem pinar mais do que um dia. É que eu já escrevi a minha laje: Uma por dia, era o que o Patife fodia. ;)

Shiver:
Ora aí está uma expressão que é muitas vezes proferida após a pinada do Patife. ;)

lili:
Chamem-me nomes que eu gosto. Bem-vinda. ;)

Stiletto:
És capaz de ter alguma razão. Não posso esperar que toda a gente tenha capacidade bucal para receber os três litros de suco Pachecal. ;)

AC disse...

Quem se arma em nojentinha, leva com a meitinha mais nada!
Querem brincar e depois assustam-se com o brinquedo, nhaaa.

nAnonima disse...

"Gosto de me vir em maminhas."
musica para os meus ouvidos... "maminhas" é-me particularmente familiar... "kinky" também...

mas por que diabos o chiado é tão grande?....

;)

meu nPatife, até 2ªf. quero esse Pacheco bem oleado ;)

Patife disse...

AC:
Ora nem mais. têm de se sujeitar ao brincaralhão. ;)

nAnonima:
O Chiado é grande mas, em proporção, é bem menor que o Pacheco. ;)

nAnonima disse...

Lol! exibicionista!

Rod disse...

Gostei dos "abusos de confiança" - "Olha lá, Patife, Pacheco na boca sim, mas mais que isso é abuso".

Patife disse...

nAnonima:
Com todo o gosto e a qualquer hora do dia. Ou da noite. ;)

Rod:
O conceito de abuso é próprio de um espírito obtuso. ;)

Drª disse...

Davas-lhe um lencinho para se assoar. ;)

A Drª

Anónimo disse...

O Patife, foi acusado pelo MP por fazer "orgias", ditas cambalhotas e tudo ao monte, num palacete da Lapa.

A vizinha diz que é toda a noite - que é zumba zumba na caneca

Vamos conhecer o "patife" - a dar uma entrevista na TVI na 4ª feira de manhã.

Sempre quero vêr se o "patife" se nega...ai de ti

Cenas Gaja disse...

A fazer-se de esquisita....coitada ela queria-o era todo la dentro....
Pacheco não soubeste levar a menina.
bjs

Anónimo disse...

Novidades sobre as orgias da Casa da Lapa

Afinal, segundo os participantes, o Patife só via e batia uma sarapitola quanto muito.

Zumba zumba no caneco não é o forte dele.

assina
Prior da Lapa

xarmus disse...

Com a rapariga desejosa de levar com o pacheco pela cona a dentro... e só lhe esporras a cara... mauzinho!

Hás-de ter muitas amigas... assim

Anónimo disse...

Querem vêr que o "Patife" ainda está na "comezana" no Palecete da Lapa?

Vém de lá chupado das carochas, irreconhecível, penso eu

O Prior da Lapa

Patife disse...

A Drª:
Essa tinha sido de grande nível. ;)

Anónimo:
Ena pá! O meu agente não me disse nada! Ah espera: o meu "agente" é o Pacheco e ele diz que entrevista não dá. Só entredispa. ;)

Cenas Gaja:
Que ela o queria todo lá dentro sei eu. Mas como já a tinha papado e não como duas vezes a mesma senisga por uma questão de princípios teve de ser apenas assim. ;)

Prior da Lapa:
Comigo é mais Zumba Zumba na Parreca e Chupa Chupa aqui na alforreca. ;)

xarmus:
É uma espécie de jogo que tenho e sou muito competitivo. Acertar no nariz dá jackpot. ;)

Anónimo disse...

Quanto apostas que és um nerd recalcado? :p