segunda-feira, 24 de outubro de 2011

A lenhadora

Assim que cheguei contaram-me que ela era lenhadora, pois perto dela ficava tudo de pau feito. Achei uma coisa ordinária de se dizer. Se há coisa que eu prezo é o respeito com que se fala de uma mulher. Por isso sentei-me ao lado dela e dirigi-lhe um elogio, mentindo com quantos dentes tenho, menos os do siso. A fronha daquele trambolho arreganhou-se tanto que até parecia reluzir. O pau, esse, já refeito do esbodegamento pachachal da noite anterior, começou a dar-me sinais. O Pacheco tem movimentos curiosos que, ao longo dos anos, me aperfeiçoei a interpretar. No caso, começou a latejar apontado para cima e percebi logo que estava a comentar o par de chuchas da moça comigo. E que grande mamaçal que a gaja mandava. Se há coisa que não se quer como as sardinhas é o par de chuchinhas, que só a muito custo se conseguiam manter dentro do decote. A conversa continuou e a canecas tantas ela já estava mais para lá do que para cá. E “para lá”, entenda-se “para o Pacheco”. Mas depois começou a ficar com problemas parvos de consciência de ah e tal só te conheci hoje, ah e tal vais pensar que eu sou uma oferecida, ah e tal eu não faço isto com ninguém, ah e tal não nos conhecemos assim tão bem. Oh filha, se achas que ir-te à cona é muito pessoal posso sempre ir-te ao cu, foi o que me apeteceu dizer-lhe. Mas como tenho uma sensibilidade acima da média e sei que palavras como cona e cu podem ser ofensivas, acabei por dizer-lhe: Oh filha, se achas que rebentar-te o pipi é muito íntimo posso sempre despedaçar-te o rabinho. Não me enganei pois a gaja voltou a arreganhar a tromba, cheia de satisfação. E uma coisa vos digo: Para bom enrabador meia haste basta.

52 comentários:

L.O.L. disse...

Ok. Acabaste de inventar um novo provérbio. ahahahahahahahahahah.

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Para um título que faz lembrar "Hänsel & Gretel", e um post que acaba com moral da história, só falta mesmo a Bruxa Má.

Ah, sim e a casinha de chocolate!

;)

Beijo guloso,

Uma Rapariga Simples disse...

Espero que as partes fodengas da moça não estivessem lascadas, provavelmente magoariam o Pacheco.

A menos que ele tenha jeito para parafuso, já que aviar porcas...

Uma Rapariga Simples disse...

Oh Patife, sabe que encontrei um blog cujos escritos são tal qual a sua cara?

Será uma alma gémea ou uma vida passada?

Patife disse...

L.O.L:
Estou sempre pronto para coisas novas. ;)

Stargazer:
Adoro bruxas más quase tanto como coninhas de chocolate. Quando se quiser mascarar... ;)

Uma Raparigas Simples:
Não estavam lascadas mas tirei uma lasquinha. Na verdade, a pinada foi tão grande que tirei foi uma lascona. ;)

Tenho vidas passadas e não acredito em almas gémeas, mas nunca se sabe. ;)

Uma Rapariga Simples disse...

Pois eu apostava a unha do meu polegar direito (que há de cair um dia destes, depois da entaladela que levou) em como aquele blog lhe pertence. ;)

Patife disse...

Uma Rapariga Simples:
Desengane-se pois o Patife não tem vidas duplas. (Tem vidas múltiplas). ;)

caleidoscopio disse...

O Patife com eufemismos? Realmente é uma sensibilidade que não lhe reconhecia! :)

Malena disse...

Pipi é uma palavra, no mínimo, infantil! Faz-me sempre lembrar a aldeia e a hora de ir dar milho aos pipis que habitam o galinheiro!!! Eheheheh! De repente "vi" o Pacheco a dar milho aos pipis e desatei-me a rir!!! ;)

Patife disse...

caleidoscopio:
Quando imagino uma fissura com estilo sai-me logo uma figura de estilo. Uma cona leva à outra. ;)

Malena:
Ahahahaha. Vou ficar a imaginar o Pacheco a dar milho aos pipis a tarde inteira. E depois desato-me a vir. ;)

Pseudo disse...

Patife, de facto, foste beber ao Meu Pipi, de quem te acho percursor :P

Pseudo disse...

(devia estar entre aspas)

Patife disse...

Pseudo:
Prefiro metê-las entre farpas. E, efectivamente, gosto muito de beber dos "meus pipis". ;)

Princess Charming disse...

Não me lembro como vim aqui parar mas já me ri um pouco LOL

caleidoscopio disse...

Honestamente, acho que não precisavas de grande figura de estilo para levares a lenhadora na certa, ela estava só a fazer-se de difícil! Women are so cliché! :P

Patife disse...

Princess Charming:
É o meio-termo do Patife: No blog faço rir, na cama faço vir. É uma espécie de negócio. ;)

caleidoscopio:
Precisei da maior figura de estilo de todas: O Pacheco. Faz cá um figurão. ;)

desejo disse...

ahahahahahahah!
Sensacional!

" A fronha daquele trambolho arreganhou-se tanto que até parecia reluzir",
" Oh filha, se achas que ir-te à cona é muito pessoal posso sempre ir-te ao cu, foi o que me apeteceu dizer-lhe"

Uma fonte inesgotável de conhecimento, vocabulário, inteligência.
Oh, que raridade!

:)

Luis Bento disse...

Mas isto é o delírio! Espectáculo! Após tanto tempo sem vir aqui apraz-me assistir à evolução do humor corrosivo , da escrita e da boa vida...

João Nery disse...

Excelente! Há quem procure a mulher com bom coração, eu procuro a mulher com bom pito, mas lenhadora...para desbastar a lenha...Sim senhor...!

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Vamos a isso! Mascaro-me de Bruxa má ou basta levar a dita cuja de chocolate, com sabor a Fauchon, Rue de Madeleine, Paris?

Bises gourmandises,

:)

A Chata disse...

Tifinho, esbodegamento? Sempre a aprender contigo...

Patife disse...

Luis Bento:
"Mas isto é o delírio" é uma das frases mais proferidas pelas moças após pinarem com o Patife. Não me digas que anda aí a circular uma cassete com as minhas pinadas. ;)

João Nery:
Eu por acaso prefiro uma mulher com um bom curação, ou seja, que me dê ração em forma de cu. ;)

Stargazer:
Ó minha grandessíssima estouvada, só a ideia já me deixa o Pacheco a latejar. Podes vir de bruxa, só para eu poder perguntar se és uma bruxa que me vem fazer brochedos. ;)

A Chata:
O Patife é um tutor de alto gabarito, que acaba sempre por ir ao pito. ;)

A Chata disse...

Mas quanto tempo demoras tu a pensar nestes comentários? Estás repleto de saídas rimadas...

Patife disse...

desejo:
A menina bajula-me. O que me faz sempre recordar do meu bajolo. Olha, bajola-me. ;)

Patife disse...

A Chata:
Infelizmente, a parvoíce fonética é coisa inata e institiva que me sobe à boca naturalmente. Um pouco como o Pacheco que também está habituado a subir à boca naturalmente. É uma espécie de magnetismo natural que não se pode contrariar. ;)

Anónimo disse...

Lenhadora? Foi no Chiado? LOL. Obrigada pelas gargalhadas.
Ísis

Patife disse...

Ísis:
Foi no Chiado. Ela era lenhadora, eu fiquei com a lenha dura. ;)

catarina disse...

obrigada pelo comentário .

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Sempre e antes Bruxa do que dita cuja de chocolate. E sabes porquê? Porque não derreto com facilidade.

Ahhhhh, adoro quando me trata(s) por tu!

Beijo (ta)tu-ado em ti,

Patife disse...

catarina:
Costumam agradecer-me os orgasmos múltiplos, mas pronto, também serve. ;)

Stargazer:
Não é preciso seres de chocolate para derreteres na ponta do meu maçarico. ;)

Pseudo disse...

Patife, eu não consigo decidir o que é melhor: se os teus textos, se os comentários dos outros, se os teus comentários rimados aos comentários dos outros!

Patife disse...

Pseudo:
É um pouco como a dúvida que assistiu ontem à moça no final da pinada com o Patife. Ela também não conseguiu decidir o que era melhor: Se a minha mamada, se o meu menear de anca, se o meu ritmo de bombada que a deixou manca. ;)

Daniel disse...

Devo admitir que este blog tem os textos mais obscenos que alguma vez li. Não o digo como uma crítica mas como um elogio, pois estes textos atingem um novo patamar em quantidade e qualidade. Só posso dizer, parabéns. ;)

A Chata disse...

Tifinho, só bajulação...

Lótus disse...

O teu segredo é verbalizar, sem filtro, o que REALMENTE vai na cabeça dos homens quando nos elogiam! Essa é que é essa!!! :DD

Patife disse...

Daniel:
Um patamar que conjuga quantidade e qualidade só conheço aqui o meu Pacheco. ;)

A Chata:
Bajulação a bem da nação?

Lótus:
Nah. O meu segredo é manobrar com arte este gigantesco bacamarte. ;)

scriptum privatum disse...

Fiquei fascinada logo pelas primeiras frases do texto... e pela justificação do termo lenhadora! E o fascínio foi até ao fim... mas cuidado para não encontrares uma lenhadora que lhe dê para usar o machado... ui...
Beijos ;)

desejo disse...

Eu estive lá e não vi nenhuma lenhadora.
Vi um Patife de cabelos brancos, sozinho, sentado na esplanada a observar as mulheres que passavam.
Tentei olhar-te nos olhos. Mas observaste-me e eu desviei o olhar.
:)

AC disse...

Mulheres lenhadoras, feiosas mas que atiçam os paus são uma grande concorrência para as Brancas de Neve que só cantam, dançam e chateiam os anões:)

Patife disse...

scriptum privatum:
Normalmente o Patife é que lhes dá a machadada. ;)

desejo:
Ahahaha. Duas falhas estruturais no teu raciocínio: O Patife não tem cabelos brancos. O Patife não observa as mulheres quer passa. Tenho uma visão periférica invejável. ;)

AC:
Ora aí está uma bela verdade. Sabem bem como deixar um pau aguçado. ;)

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Cuidado para não se queimar...

:)

► JOTA ENE ◄ disse...

Um dia quando nos cruzarmos no Chiado, apresento-te alguem similar ao Pacheco (lol) e entao logicamente entenderas porque aquelas esquinas sao tao proficuas na arte do engate.

;)

Patife disse...

Stargazer:
O Patife é um mestre a manusear o maçarico. Que incendeia tudo à sua volta. ;)

► JOTA ENE ◄:
Não há nada no universo semelhante ao Pacheco. Talvez a torre de pisa, mas o Pacheco não é tão inclinado. ;)

► JOTA ENE ◄ disse...

ººº
Caríssimo, sei que seria decepcionante aceitares a ideia que existe um homólogo, um homónimo, um homógrafo, um homúnculo 'ser-fálico' que faça frente ao teu 'dito-cujo.'

Face a essa tua renuncia de aceitares que exista um colosso fálico num blog perto de ti (o Jotinha), encerro aqui as dicas na arte do engate. :)

Inês disse...

Acredito! Mas uma vez que não sou do tempo do Cavaco a PM (ou pelo menos não me lembro...), apenas referi aquilo que me lembro que são os passados 10 anos de pobreza! ;)

desejo disse...

Falhas estruturais?!
Algum problema com os cabelos brancos?
Não é preciso ser-se cota para ter cabelo branco. E vós ficais muito sensuais.
E tu entendeste o comentário
(a minha observação de alguém sentado numa das esplanadas de um café no Chiado, que me levaram a pensar em ti.)

Curiosa disse...

beijo pra você, Patife ...

Cherry disse...

nada como a hipocrisia feminina para temperar um conto.
bjo, patife!

catarina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
catarina disse...

Pois, mas na realidade cada um agradece aquilo que tem de agradecer, eu agradeço o comentário, pois não tenho nada mais para agradecer !

Patife disse...

► JOTA ENE ◄:
Não gosto muito de encerrar. Prefiro enterrar. ;)

Inês:
A única política passível de ser falada neste espaço é a pilítica. Ou então assuntos relacionados com o Pacheco que é o verdadeiro Ministro do Interior. ;)

desejo:
Claro que entendi. O Patife é um desconversador nato. A não ser que seja para a conversa enfiada. ;)

Curiosa:
Ah, os beijos matinais. ;)

Cherry:
Elas temperam os contos, o Patife tempera as chonas. É uma troca justa. ;)

Patife disse...

catarina:
Menina bem educadinha. Gosto disso. ;)