terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Uma crónica justa

Desculpem lá mas estamos muito perto do Natal e é a única altura do ano em que não consigo copular. Nem ser consuetudinário na escrita. Ordeno o discurso de forma nobre e elegante, sorrio de forma pura e imaculada a toda e qualquer Conceição e nem sequer se me arrebita o salpicão. Por isso vão ter de esperar que esta quadra festiva se distancie para poder ler uma nova crónica sobre a mais recente copulação pachequista. Podem dizer que não é justo. O mesmo não posso eu dizer da bardanasca da puta que comi à canzana ontem à noite que por acaso era bem justa.

47 comentários:

El Solittario disse...

estás a ficar um coração mole patife!!!
cuidado com o excesso de [en]rabanadas nesta quadra,,,
;P

abraço

VM disse...

muitos sonhos e enrrabadelas de natal vendes tu... lol

Fresco_e_Fofo disse...

Era justa, ou apareceu o marido e foi "à justa"? eheheh

Patife disse...

El Solittario:
Ahahah. Mas é claro. Nesta quadra tenho. Só não tenho cuidado com as enrabanadas nos quadris das moças. ;)

VM:
Felizmente o Patife vende mais rabanadas que sonhos. ;)

Fresco_e_Fofo:
Normalmente é o que acontece, é. Elas pensam que se despacham em dez minutos mas com o Patife não há hora que não dê em fartura. ;)

S* disse...

Ficas todo amoroso nesta época, estou a ver.

Mas ao contrário do Solitário, não me importo que o teu coração fique mole. Desde que seja a única coisa a ficar nesse estado. :P

Nebuchadnezzar disse...

se era ciúmes que querias provocar com esse final de crónica, o teu pacheco anda a precisar de umas férias..

desejo disse...

E com este breve post, alusivo ao Natal e à Imaculada, dei uma valente gargalhada que a comida que tinha na boca quase me entupiu. Nem o salpicão consegue tal proeza.

:) desejo

Marota disse...

Altura do Patife andar de chaminé em chaminé. Um Bom Natal e um ano novo cheio de tudo aquilo que o Patife mais deseje, são os votos duma marota em stress natalício ao grande Patife e seu Pachequito. Bussi bussi

Madrigal disse...

Ora, vejam-me esta! Vim, de link em link, parar a um blogue cujo autor é tarado sexual. A Internet é porreira porque é democrática. É talvez o maior espaço de liberdade de expressão do planeta (pelo menos enquanto não houver censura). Há espaço para a manifestação de todo o tipo de taras, comportamentos border line, e até para a produção de textos com algum sentido.

Marta disse...

:)

Aproveito para desejar Um Feliz Natal!

Bjs

Mrs.Desidéria disse...

a desidéria mudou de endereço mas como continua a "venerar" o patife, veio cá deixar o seu cantinho novo!

Boa época festiva patife ( o melhor que conseguir já que o pacheco parece estar contido nesta altura)

Beijinho*

p.s novo endereço: http://thirteenweeksandfivedays.blogspot.com/

riskcontact disse...

no natal vc nao copula, enraba, kkkkkkkkkkk

Anónimo disse...

eh eh oh meu querido Paitfe, por favor nao me deixes ser crónicas, será uma solidão sem porcalhice no meu écran, Faz um esforço por mim

Malena disse...

Ainda bem! Estava com sério receio que aviasses o pai Natal mais o Rodlfo! :P

ASAE disse...

isto é uma reposição do blog o meu pipi em verão fac-simile?

retiro o que disse... disse...

Fizeste-me detestar esta quadra Natalícia... se não se pode ler Patife nesta época, então o Natal não vai ser quando o homem quiser, porque já chega uma vez por ano.

E 5º feira, já escreves de forma (in)decente?

Deixo-te meio beijo, porque com este mini texto, não levas mais nada, não mereces...

E digo-te mais, se continuares a portar-te mal, não peço ao Santa para te despejar nenhum rabo de saias dentro da chaminé. Ficarás com ela seca, à espera de melhores dias...

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Hoje não dá para mais. Também estou embebida de espírito natalício, pelo que me custa mais pecar. Sinto-me mais Avé Maria e menos Maria Madalena!

Com pano de fundo de Avé Maria cantada pela Beyoncé numa versão post-modern, deixo-te um beijo natalício...

E informo que das doze passas que tento deglutir em tempo record à meia-noite do dia 31 de Dezembro, uma será dedicada a tia e à minha colega Soulmate Odalisca.

Wishing you a Merry Little Christmas,

:)

Patife disse...

S*:
Ahahaha. O Patife não fica mole nem quando mete o pauzinho ao Sol. ;)

Nebuchadnezzar:
Nada de ciumeira. O Patife é pela partilha da caça. "Mi caça es su caça". ;)

desejo:
Ah... Que bela visão. A desejo de boca entupida. Isso é coisa para me povoar os sonhos badalhocos. ;)

Marota:
Gracias cara Marota. O Patife vai certamente ter um ano novo cheio de gajas boas. ;)

Madrigal:
Ahahahah. O Patife não é um tarado sexual. Isto é terapia. O Patife tem a boca suja e a vasta equipa de psicólogos que me assiste recomendou a abertura deste espaço, que efectivamente manifesta todo o tipo de taras, comportamentos border line, mas nunca em tempo algum revela a produção de textos com algum sentido. ;)

Marta:
E aproveitas muito bem. Vamos lá ver que prendas o Pai Natal me deixa no pachequinho. ;)

Mrs.Desidéria:
E fez muito bem, pois se há coisa que o Patife gosta é que lhe mostrem "cantinhos" novos. ;)

riskcontact:
Vai um pouco dar ao mesmo. Para mim copular significa pular no cu. ;)

Anónimo:
O Natal afecta-me a escrita e consequentemente o pincel. Sem pinceladas não pode haver crónicas que eu cá não sou de inventar. ;)

Malena:
Ai a heresia! Jamais faria uma desfeita dessas a tantas crianças no Mundo. Até porque eu tenho algum espírito de Pai Natal mas para adultos. Pois passo o ano todo a dar o meu brinquedo a graúdas. ;)

ASAE:
Parece que é uma doença literariamente transmissível. Eu peguei-a do pipi, o pipi do Miguel Esteves Cardoso, o Esteves Cardoso por sua vez pegou do Bocage e o Bocage foi contaminado pelo Marquês de Sade. Exceptuando a menor qualidade do Patife há duas grandes diferenças: O Patife tem um nabo maior e tudo o que escreve não é ficcionado. ;)

retiro o que disse...:
A menina não seja assim. É Natal e a menina não me pode levar a mal. O Pacheco está de gorro vermelho e cachecol e tem medo de renas. Nem quero imaginar como seria uma pinada nesta época. Além disso vou passar o Natal numa aldeola montanhesa onde não há internet e só há gajas de bigode. ;)

Stargazer:
É uma época santa em que não se deve porcalhar. E assim ganho novo fôlego para começar o ano a malhar como Pachecho grande. Obrigado pela passa na boca. Gosto muito de ver coisas que passam na boca. ;)

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Eu também. De boca em boca. Ora na minha, ora na tua. Preferencialmente recordando tempos romanos, de liteiras, ânforas, orgias e afins!

Ai, o Natal!

Beijo "no" Colosseum :)

Patife disse...

Stargazer:
Olha que belas recordações, hein? Por acaso tenho aqui uma fatiota de centurião romano. Mas tenho algo bem maior que uma adaga. ;)

Mrs.Desidéria disse...

Patife patife, não perdes uma hipótese de dizer uma piadinha!

Um Feliz Natal e muitas patifarias à mistura, se der, se não der...espera pelo ano novo xD**

hipérbole disse...

Muito bem Patife, a mostrar algum respeito. Confesso que vou ficar com um bocadinho de saudades mas cá espero pela próximo capítulo. Aproveito para desejar um santo Natal :)

Patife disse...

Mrs.Desidéria:
Isso também. Mas o Patife não perde é uma hipótese de fazer uma rapidinha. ;)

hipérbole:
Só um bocadinho de saudades pode ser das coisas mais excitantes na vida. ;)

Aluada disse...

Deste-me a volta ao miolo de tanto rir. LOL

Patife disse...

Aluada:
O Patife está habituado é a dar a volta ao bajolo. ;)

Caia disse...

Nem quero saber o que colocas-te na tua "wishlist"

Feliz Natal ***

Rui Caldeira disse...

Aahahaha Patife, desculpa a minha ausência da tua tasca literária, mas ando tão atacado sexualmente que nem consigo ler nada sobre o tema que fico logo com ele semi eriçado. Começo a achar que somos irmãos separados à nascença . .

Rei da Lã disse...

E que tal enrabares o Pai Natal, para variar?

;)



Fica bem!

Carolina Tavares disse...

Patife... o que mais desejar-lhe... que o ano de 2011 seja de fodas homéricas... ou seja... fode fode Patife. Ui... que homem!

Haja fôlego!

*Mi§§ §impatia* disse...

O Natal chegou. Com ele nossas esperanças, nossos novos sonhos. Que nossas esperanças estejam sempre vivas, e que nossos sonhos tornem-se realidade. E que neste Natal o amor, a fé e a esperança estejam presentes em cada um de nós, que a cada novo dia do ano que está para começar estejamos iluminados. Feliz Natal, para você e a todos os seus familiares.

Beijos no coração.
Miss Simpatia.

Alentejano disse...

Boas Festas nas pachecas alheias!!!

Patife disse...

Caia:
Apenas pedi que me metessem as prendas no pachequinho. ;)

Rui Caldeira:
Oh lagarticho, haja alguém que percebe o que o Patife tem de enfrentar todos os dias. ;)

Rei da Lã:
Não é uma má ideia mais vai contra a minha ideologia pachecal. Já duendes marcham todos. ;)

Carolina Tavares:
O Patife vai a todas. Haja fôlego para tantas folgas. ;)

*Mi§§ §impatia*:
Credo, quanta simpatia natalícia. Um bem-haja. ;)

Alentejano:
Ehehehe. Eu faço sempre boas festas nas pachecas alheias. ;)

* Maria Edméia * disse...

* KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

*Patife, amigo querido, morro de

tanto RIR aqui !!!

*Garoto, vim aqui para te mandar

o meu forte abraço virtual e te

desejar um *Natal alegre e

tranquílo - e ...COMPORTADINHO !!!

KKKKKKKKKKKKKKKKKK - ao lado dos

teus !!!

*Deus te abençõe !!! *

*Beijosssssssss.

Patife disse...

* Maria Edméia *:
Comportadinho é bom. Mas apertadinho é bem melhor. ;) Um abençoado Natal para si também, ora essa. ;)

Sol disse...

O Patife vai de férias ou pós laço no Pacheco e está á espera que o desembrulhem?

Patife disse...

Sol:
O Pacheco desembrulha-se sozinho. Só não sai da caixa. Mas sai da casca. ;)

Petra Pink disse...

Feliz natal! e tem cuidado para não congelares o pacheco no chiado"!

Patife disse...

Petra Pink:
No Natal enfio-lhe um peúgo de montanha de lã. ;)

Lolita disse...

Enquanto te escapa o estilo consuetudinário, podias... huummm... tu sabes... podias aprimorar esses dedos, e aperfeiçoando esse dom de ordinário, de um extremo ao outro, e do mais alto grau de perfeição, se é que me faço entender, podias escrever algo mais eloquente, nobre e elegante, podia até ser com um sorriso imaculado, mas sem esquecer o tal grau mais alto de perfeição que lhe arrebita o salpicão... vês pá, até a mim me fode os dedos... ai perdão, me foge os dedos para a verdade... consuetudinário.... hehehehe...
Boas festas, por esse corpinho todo, meu lindo, a ver se não se esquece dos seus leitores, e de mim, também!!! Não desisti, ainda!!

Alentejano disse...

Aqui para nós que ninguém nos lê tu já deves fazer "parte" do MCA(movimento das cabeças armadas) e isto porquê?É que fodes tanto por "fora" que deve haver falta "lá dentro"...sim não digas o contrário que nós sabemos como isso é!!!Bom ano e boas "fudas" ou melhor boas fadas!!!Tudo no Camões que é cego ou melhor que era cego dum olho, melhor de dois e roto dos colhões!!!

Patife disse...

Lolita:
Minha querida Lolita. Sempre que a menina me pede algo mais elegante eu viro-me para a poesia. O mais elegante que consigo é na forma. No conteúdo não posso. Pois este espaço foi uma ideia da minha equipa de psicanalistas para eu dizer ordinarices e exorcizar a minha conduta sexual. E enquanto paciente aplicado assim farei. É terapia. ;)

Alentejano:
Ahahahah. O Patife tem sempre a cabeça armada, lá isso é verdade. Na verdade gosto de imaginar o Pacheco armado até aos dentes. Das moças. ;)

Pink disse...

Feliz ano novo, Patife.

bjs

Patife disse...

Pink:
Sabes como dizem: Ano novo, fodida nova. ;)

Lolita disse...

Não precisa de vir com falinhas mansas, e adjectivos fófinhos, não o chateio mais.... hummmptffff



Porém, podia esquecer a medicação por um dia! era só um dia!!! e não sabia o bem que me fazia!!!! hehehe
Ordinário!!!

Pronto, não aborreço mais. Desisto.

Adios!

Patife disse...

Lolita:
A menina não me aborrece. Nem pelo contrário. É um aprazer vê-la tentar furar a carapaça do Patife. Continue sempre que lhe apetecer. A persistência é uma qualidade de louvar. ;)

Sahaisis disse...

bonito..

Patife disse...

Sahaisis:
Justo é sempre bonito. O Patife é a favor da justeza. E da justiça também. ,)