terça-feira, 21 de setembro de 2010

Dia de folga

São os dias que mais aprecio. Isto porque trabalho muito e mereço uns dias de folga. Mas também porque conheço muitas mulheres folgadas. Aliás, todas as mulheres ficam com uma folga maior depois de estarem com o Patife. Mais folgadas, portanto. As folgadas só têm um problema genérico: Não dão muito valor ao tempo e fartam-se de entrar em conversa de chacha. Mas por incrível que pareça adoro uma mulher com conversa de chacha. Pois essas estão mortinhas por dar a pachacha. Mais não seja por coerência fonética. Mas antes que me disperse do importante assunto que domina estas linhas: hoje acordei a precisar de um dia de folga. É que me levantei mesmo cheio de sono. Em passo lento a caminho do quarto de banho só pensava que me apetecia passar pelas brasas. Especialmente por aquelas duas que vi sentadas no Chiado ontem ao final da tarde. Mas lavei a cara e obriguei-me a sair de casa. Andar a pé era coisa que não me apetecia por isso decidi apanhar o meu querido 28. Até porque sempre que entro no 28 recordo um dos grandes sonhos do Patife que é fazer 30 por uma linha. De eléctrico, claro está. Já estou a imaginar o Patife a aviar 30 de seguida pela linha do eléctrico por Lisboa dentro. Um dia hei-de conseguir. Mas continuando: o eléctrico estava cheio de gente e entre curvas lá houve uma estrangeira que, inadvertidamente, esfregou a pandeireta no meu nabo. É logo um sarilho porque o Pacheco é uma espécie de lâmpada mágica de Aladino. Basta esfregar que aparece logo o Génio do Pinanço. Por isso encetei conversa e comecei a fazer perguntas. É que eu sou um gajo muito curioso, o que me dá a desculpa perfeita para lhes andar sempre a meter o bedelho. A turista, via-se bem pela forma como procurava o equilíbrio no eléctrico com as pernas bem mais abertas do que lhe seria exigido, estava mortinha por uma visita guiada e desafiou-me para um tour diferente e único. Uma nova visão das colinas de Lisboa. Ora aqui o vosso amigo Patife adora desafios. Posso mesmo dizer que venço qualquer desafio em que me meto e em que me meito. Por isso é que o Pacheco também é conhecido como o Esperminador Implacável. E como ela ia embora no dia seguinte e não havia riscos de querer uma relação e essas coisas que me enfastiam, preparei-lhe uma bela refeição. Ela gostou da minha comida caseira. Mas não tanto como eu gostei da sua comida traseira.

48 comentários:

Rui Caldeira disse...

Não sabia que os eléctricos tâo assim tão animados pa. Pelo andar da carruagem - ou do eléctrico, no caso - sou gajo para ir tirar o L123 só para dar umas voltinhas pela cidade ahahaha


Abraço

Patife disse...

Rui Caldeira:
O 28 é o fim da bicada. ;) Aconselho vivamente.

Ulisses disse...

Nada como um tour alfacinha...

:)

El Solittario disse...

o patife se ficar desempregado já tem uma ocupação para se entreter,,,
guia das sete culinas,,,

; )

*XS* disse...

Patife,

Tu deves ser dos poucos Portugueses que leva à letra o "vá para fora lá dentro".

:)

Vontade de disse...

Oh Patife é assim tanto ou exageras?

Desafio-te. ;)

Patife disse...

Ulisses:
Nem mais. Os tours alfacinhas são necessariamente frescos. ;)

El Solittario:
Ahahahah. Sim, isso é coisa para me entre(me)ter. ;)

Patife disse...

*XS*:
Ahahah. Com o Patife é sempre lá dentro. ;)

Vontade de:
Confesso que exagero um nabinho assim. ;)

Riqui disse...

AHAHAHHAAA. Não sei como consegues fazer tanta chalaça. Deves ter uma grande cabeça.

Patife disse...

Riqui:
E tenho. Chama-se Pacheco. ;)

A Minha Essência disse...

Uma boa partilha de facto! Assim ninguém se zanga... muito pelo contrário! :P

Patife disse...

A Minha Essência:
"Dar e receber". Um dos melhores ensinamentos católicos. ;)

oral_muito_melhor_que_palavras disse...

Realmente o "Princess" que está ancorado em alcantara tem muita turista assim :-, cuidado patife, o 28 tb tem mto amigo do alheio ou os distos chamados "betos maozinhas" portanto enquanto te delicias nas colinas da estrangeira, ups, de lisboa queria eu dizer olha tb pela carteira ;-)

Continuo a ler . . .

Storyteller disse...

LOOL acabaste com a minha visão inocente em relação à Disney

Ja andei tanta vez nesse eléctrico e nunca reparei em nada fora do normal :P andas a hiperbolar caro Patife!
Beijo

Miss B disse...

és um orgulho pah

Patife disse...

oral_muito_melhor_que_palavras:
O Patife está habituado a olhar pela Carteira. Todas as manhãs quando vem entregar correspondência leva sempre com a minha encomenda. ;)

Storyteller:
Hipérbole é o Pacheco. ;)

Patife disse...

Miss B:
Faço tudo pela elevação da Pátria. ;)

desejo disse...

Terça-feira! Dia de Patife, pensei eu.
E aqui estou para te dizer que dás-te ao luxo de ter um dia de fo(lg)da.
Acordar de manhã cedo, não apetecer trabalhar, não é para todos...E ter o privilégio de no 28 uma estrangeirinha encostar-se ao Pacheco, também não é para todos.
Conclusão: um Patife sempre em pontaria para uma pachacha de pernas abertas.
A comida, lembra-te ,só a Portuguesa.
Bom post, Patife.
Um dia destes vou entrar no 28

Patife disse...

desejo:
O Patife goza de uma boa vida, é verdade. O 28 é uma perdição. Sabes como dizem: "De Graça para os Prazeres só mesmo no 28". ;)

Guga disse...

Obrigado por todas as gargalhadas que me provocas.

Pedro disse...

É pá...estava à espera de um trocadilho entre o 28 e o tamanho do Pacheco...
:)

LOL

Patife disse...

Guga:
Se há coisa quer o Patife sabe fazer é provocar. ;)

Pedro:
Ahahaha. Coitadinho do 28. Fica aquém. ;)

Kapikua disse...

não me digas que não lhe foste mostrar a casa dos bicos...

a tratares assim o Pacheco qualquer dia quem te fode é ele!

Grande abraço

VM disse...

assim já sei quem anda a pinar no 28...!

Cláudia Neves disse...

selo para ti no meu blogue.

Sem pudores e amores disse...

Eu já tive experiências com "cricas"... Mas nada comparado contigo, bem vindo ao meu blogue...
Boas fodas!

Felina disse...

"Um dia hei-de conseguir" lindo...


nunca desistas desse sonho mesmo quando estiveres num lar de 3ª idade é que o sonho comanda a vida

Lolita disse...

Bravo!!!

Cabecinha pensadora e esperminadora!!!

Beijos.

Patife disse...

Kapikua:
Para o Patife "Casa dos Bicos" é o seu lar. :)

VM:
Sim, sim. O 28 é da minha jurisdição. Tens o 25 livre. ;)

Cláudia Neves:
É bom saber que este blog te faz rir. ;)

Sem pudores e amores:
Estou quase, quase a dar a volta ao mundo. Aí sim, merecerei ser coroado. ;)

Felina:
Nem que quisesse! Fazer trinta por uma linha de eléctrico será um sonho perseguido com afinco. ;)

Lolita:
O segredo é não pensar. Só pinar. ;)

Margarida disse...

Oh meu ordinarão, hoje também não me apetece nada levantar da cama. Estou a ver se arranjo coragem!!!

Sempre que andar la para os lados do Chiado vou começar a ter olho de lince a ver se te descubro ahahah

Lolita disse...

Depois de começar... é só dar, é só dar!!!
hehehe és mesmo ordinário!!
Está aqui uma 'melher a elogiar-te a fabulosa capacidade de escrita que tens e tu dás-lhe com o pinar!!
Ó 'more: "Penso, logo pino"
;)

Patife disse...

Margarida:
Ah, como eu gosto de ser tratado por "ordinarão". É como mel sobre os meus tímpanos. De facto levantar da cama é custoso. É muito mais fácil levar para a cama. ;)

É fácil de descobrir o Patife no Chiado. É só procurares pelo homem mais charmoso que diz coisas parvas. ;)

Lolita:
Ahahahahah. Fabulosa capacidade de escrita não sei se tenho, mas tenho uma fabulosa capacidade de ir à crica. ;) (Eu bem tento manter o nível mas todos os caminhos vão dar à chona. Sorry)

Philippa disse...

Patife, meu grande "Fornicador Implacável"!
Sempre a dar-lhe!
Até me sinto observada sempre que vou ao Chiado... não vá o "Pacheco" apontar para mim!
Beijos

Mariavaicomasoutras disse...

Cheguei agora aqui porque me deparei com um Patife a seguir-me...porreiro, já somos dois!

Patife disse...

Philippa:
Eeheheh. Isso é o mais certo. Até porque o Pacheco é um Apontador Implacável. ;)

Mariavaicomasoutras:
É que o Patife também vai com as outras. ;)

Malena disse...

Pois... comida caseira com molho de bécahmel!! :P

Crises da Idade disse...

Dizes aqui umas verdades :p ela não pediu para repetir? ahahahah

Sílvia disse...

Definitivamente um dos melhores posts!

Bock disse...

O 28???
Olha, um apreciador.
Boa, pá.
:)

*flor* disse...

Em Lisboa só tem turistas dispostas a conhecer a 'essência' do bom português, que sorte a tua patife! ^^,

beijinho*

Patife disse...

Malena:
E é só meter no forno. ;)

Crises da Idade:
Pedem sempre. Mas invariavelmente respondo para não serem egoístas e deixarem um bocadinho para as outras. ;)

Sílvia:
Desde que vos faça sorrir o Patife fica feliz. ;)

Bock:
Ah pois é. O 28 leva-me aos prazeres. ;)

*flor*:
Faço tudo pela minha pátria. ;)

Marota disse...

Estimado Patife,

tomei a liberdade em divulgar a sua arte, aqui, por terras alemãs. Não se admire, se apartir de hoje ao sair de casa, encontrar o Chiado povoado de caras nunca vistas, ex-turistas da Jamaica, na espectativa de entrarem em contacto directo com o seu amigo Pacheco.

Cordialmente - M

http://www.portugalforum.org/portugal/18830-patife-pacheco.html

Patife disse...

Marota:
Ahahahaha. Ver os nomes Patife e Pacheco no meio de tanta palavra esquisita dá-me vontade de rir. Sentimo-nos honrados. Obrigado!

Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Se precisares deu ma tradutora, não hesites. A Stargazer é trilingue (e~não me refiro às artes gueishianas, porque aí sou mesmo, mesmo, mesmo poli-idota!) e fala mais outros quantos idiomas. Mas em alemão, estás à vontade.

Kuss,

:)

Patife disse...

Stargazer:
Vou fingir que não fui ver ao google translate só para receber umas aulas de línguas tuas. ;)

Maria disse...

É. Mas alguns vivem-na de uma forma mais suja que outros. Ou se calhar vivemos todos. Só não o sabemos. Mas dilemas agora não!
Devo-te dizer que o teu blog é genial!

Patife disse...

Maria:
Sim, dilemas aqui não. Se bem que ontem à noite meti-me num grande trilema. ;) Obrigado e bem-vinda.

Boop disse...

Só o descobri hoje com muita pena pois do que já li (e já me ri)gostaria de o visitar há mais tempo!Mas nem tudo está perdido...a partir de hoje cá estarei para ler novas histórias, que me parecem surreais!E se souber ai de outra linha de eléctrico, comboio ou outra um bocadito menos movimentada avise ok? É que esta tem pedalada a mais para mim... ;)