terça-feira, 6 de julho de 2010

A Sardenta

Sempre gostei de mulheres de sardas. A sério. Tiram-me do sério. Não sei se é pelo ar demoníaco, se pela ideia de serem fogosas, a verdade é que quando passa por mim uma mulher de sardas fico invariavelmente com um grande sardão. É uma espécie de contágio fonético. Que depois passa a contacto fodético. Se bem que foda com sentido ético é coisa que não me agrada. Pronto. Lá está o Patife a dispersar. Dizia eu: Gosto de mulheres de sardas... Epá, desculpem. Só de escrever fico de sardão em riste. Que foi como fiquei este fim-de-semana assim que a PS (calma, já decifro) começou a falar comigo. Ainda para mais ela passou a tarde a beber finos o que me levou a pensar: Se tens uma fixação dessas por finos imagino como ficarás quando vires a minha imperial. Como sempre pareceu-me uma consistente ordem de ideias, por isso fui averiguar. Qual não é o meu espanto – por momentos pareceu-me que até o Pacheco teve um esgar de incredulidade – quando vejo que as sardas não eram um exclusivo do rosto. Lá em baixo tinha um pesseguinho perfeitinho, todo sardento, de pêlo curto, que era um mimo. Este facto, que lhe valeu o epíteto de PS (Pesseguinho Sardento) fez-me lembrar os sábios conselhos da senhora minha mãe: Come sempre uma peça de fruta por dia. A fruta faz bem à saúde. Mas o Patife não gosta de descascar fruta por isso deixei-lhe o pêssego em calda. O pior veio depois. Era uma menina pouco rodada nestas coisas de one night stand e após o segundo orgasmo do Patife, que se espalhou pelo peito da mocita, a rapariga soltou algumas lágrimas de emoção e confusão emocional que lhe caíam igualmente sobre o peito. E o Patife, do alto da sua sensibilidade nestes momentos, só se lembrou de soltar um: Vá... pronto... não adianta chorar sobre o leite derramado.

51 comentários:

retiro o que disse... disse...

Foi de comer e chorar por mais :)

S* disse...

"quando passa por mim uma mulher de sardas fico invariavelmente com um grande sardão. "

Tu és fantástico a escrever.

Esse remate final... priceless.

Vera, a Loira disse...

E eu ando sempre a queixar-me das sardas que me nascem nesta altura, felizmente é só na cara. Nunca ouvi falar em tal coisa PS... lol

oral_muito_melhor_que_palavras disse...

leite derramado???? bahhhhhhhhhhhhhh

Patife és o maior . . .

continuo a ler. . .

A minha essência disse...

;)

dark disse...

loll és mauzao

*XS* disse...

És muito naif, Patife.
Eu acho que a PS chorou de desilusão e não pelo desempenho do teu sardão!!

:)

retiro o que disse... disse...

Desculpa lá ó Patifinho, mas acho que foste fodido. Aliás, infelizmente não foste, mas a XS também não se fica atrás nas rimas!

Eu costumo dizer que quem rima sem querer é encabado sem saber...

pintas* disse...

Chorar sobre o leite derramado?ahahah! Melhor frase não podias usar para o momento!

E perante sábios conselhos de progenitores, temos mais é de cumpri-los. Toca a comer a frutinha do dia ;D

Denise Luz disse...

Genial! Cada post que escreves é melhor que o anterior! :)

Mas se me permites uma correcção, é mais correcto dizer "contágio fonémico", que vem de fonema=som!

bjinho :)

Felina disse...

Aprendi hoje que não se deve beber água enquanto se lê o Patife... borrifei o teclado todo...

A partir de agora vou começar a olhar para todos os homens (da cintura para baixo) quero ver o efeito das minhas sardas

duda disse...

quanto romance....

Raposa disse...

Gostei de ler.
Iniciei agora mesmo um blog e ácabo de encontar o teu.
Parabéns pelo blog.
Raposa

desejo disse...

ahahahahahahahahahahahahahahah!
Grande Patife!
Uma peça de fruta por dia.
Leite derramado.
Mulheres sardentas!!!!
Agora tira as tuas conclusões...excepto o choro.


:) Diana

Dora disse...

Sardentas e de tranças...

Valmont disse...

Ah grande Patife,

Como sempre um cavalheiro.

PS sempre pensei que fosse "passarinha sardanisca". Por causa das sardas claro está.

Um cavalheiro porque bem podias ter dito - Quem chora menos mija...mas isso seria de uma indelicadez que uma multi-sardenta não merecia.

A. disse...

As minhas sardas (refiro-me a sardas na cara) só surgem quando apanho sol :p E este ano ainda não surgiram!

Pestinha disse...

Muito me ri com o leite derramado...

Continua assim "seu" Patife!!!

:-)

universo peca disse...

Gosto dos trocadilhos e das aliterações aleitadas que usas para descrever as tuas proezas. Espero que seja mais proveito do que garganta, porque acho que todas nós estamos fartas de relatos épicos puramente imaginários. Mas isso aqui não importa, o que importa é que o pacheco é divertido e dá que falar e que gargalhar à malta! Beijo

Patife disse...

S*:
Chama-se parvoíce crónica. "Priceless" é o que elas dizem na cama após o remate final do Patife. ;)

oral_muito_melhor_que_palavras:
Algumas deixam derramar, as amadoras. ;)

Dark:
Tem dias. Por vezes sou bonzão. ;)

*XS*:
Eheheh. Não é naif. É mesmo da patafísica, essa ciência das soluções imaginárias. O imaginário dá conclusões bem melhores que a realidade. ;)

Pintas*:
Ora nem mais. Desde cedo que o Patife se habituou a comer fruta diariamente. ;)

Raposa disse...

A isto se chama sabedoria popular...
Raposa

VM disse...

o que tu queres sei eu... queres é dar com a sarda e mai nada!

anda pacheco...

Felina disse...

Aprendi hoje que não se deve beber água enquanto se lê o Patife... borrifei o teclado todo...

A partir de agora vou começar a olhar para todos os homens (da cintura para baixo) quero ver o efeito das minhas sardas

Marta disse...

Nem sei por onde começar...
Essa cena das sardas também me fascinam, os homens de sardas ficam irresistíveis. Eu própria já queria ter sarda quando era mais nova, agora já me passou e que remédio tenho eu senão contentar-me com uns quantos sinais na cara :)

Agora...a cena do "chorar sobre leite derramado" está demais...fartei-me de rir.

Muito bom, sim senhor :)

O Bardamerdas disse...

Genial.

A tua forma de escrever é qualquer coisa de fantástico.

Patife disse...

Retiro o que disse...:
Ahahahah. "Comer e chorar por mais". A menina retiro sabe... ;)

Vera, a Loira:
Mas existe pois. É delicioso. Para quem gosta de sardas, como o Patife. ;) Aliás, essas é que têm uma autêntica sardanisca.

A minha essência:
A menina não me pisque o olho assim que o Patife aproveita... ;)

Retiro o que disse...:
O Patife rima sempre por querer e enraba com saber. ;)

Denise Luz:
Ora... Na verdade prefiro fodémico. ;)

Patife disse...

Felina:
Ahahahahah. Trocaste o leite pela água derramada!? Momento delicioso. Ai temos uma Felina sardenta. O Patife gosta disso. ;)

Duda:
É. O Patife é um romântico da ordinarice. Estamos destinados a ficar juntos para todo o sempre. ;)

Raposa:
Então seja bem-vindo à blogosfera e a este recanto de Patifaria. ;)

Desejo:
Isso tudo!? Mas olha que o choro empresta um toque cinematográfico mais intenso ao momento. O Patife aprecia. ;)

Dora:
Oh diabo... Isso é a tua descrição?

Valmont:
Ahahahahah. Grande Valmont. Muito bem visto. As sardentas são as que têm uma autêntica sardanisca.

E sim. Dizer isso seria indelicado e o Patife tem uma sensibilidade muito apurada para momentos delicados. ;)

A.:
Mas olha que o Patife e muitos outros homens estão ansiosamente à espera. Experimenta fazer nudismo a fazer se não aparecem também. ;)

Pestinha:
Nem o Patife sabe continuar de outra forma... ;)

Universo peca:
O Patife tem quase tanto regozijo no jogo linguístico como no jogo sexual - que também se quer linguístico. Garganta? Garganta têm de ter elas para saborear o Pacheco. ;)

Patife disse...

Raposa:
É mais sabedoria falolar. ;)

VM:
O Patife gosta é de meter o sardão na sardanisca. E o Pacheco não anda. Corre. É, obviamente, um corredor de fundo. ;)

Marta:
Não há sarda que não dê em tesura. ;)

A minha essência disse...

Risos... pisquei o olho para não me denunciar... :P

Dora disse...

Não. Eu sou mais a chubby mamalhuda. Sorry.

Malena disse...

E não é que quase todas as mulheres por aqui são sardentas!?
Deve ser Karma! :P

→ Calipso disse...

Essa coisa de chorarem na cama e qe nao da comigo...

Storyteller disse...

Brutal LOL
És oficialmente o meu heroi!

Storyteller disse...

Brutal LOL
És oficialmente o meu heroi!

Pequena Lince disse...

:) Oh meu grande Patife, consegues sempre roubar-me um sorriso!!!

O que fariam as minhas pequenas sardas de ti?

desejo disse...

Malena eu sou, no rosto.
Patife, o choro pode ser substituído por gemidinhos?



:) desejo

ze asdrubal disse...

patife já reparaste que estes estupores sao todas sardentas, todas elas querem levar com o ze nabo ou o pacheco, foda_se andam todas atras do mesmo, ca gandas vacalhonas estas gajas me sairam.

foda_se achas que chegas para elas todas?

CC disse...

eu estava com uma peça de fruta na mão e até me engasguei..... de tanto rir! não fantástico mas sardástico este post!!!!!!

Rui Caldeira disse...

O pormenor de lhe dares com o leitinho em cima dos apendices mamários é muito bom, até porque o leite é rico em cálcio. Podias experimentar fazer desenhos com a . . o . . leite derramado , tipo desenhar o Noddy ou o Ruca, sei la :|

Patife disse...

O Bardamerdas:
É mais ou menos o que elas dizem da performance do Pacheco. ;)

A minha essência:
Ahahahaha. O Patife gosta do piscar de olho. Mas claro que prefere o olho aberto. ;)

Dora:
Woohoo.

Malena:
É o milagre da multiplicação das sardas. ;)

Calipso:
É da comoção pelo contacto pachecal. ;)

Storyteller:
Foram exactamente essas palavras que a moça que ontem entrou na minha cama disse após o malhanço. ;)

Pequena Lince:
Sorrisos é o que o Patife mais gosta de roubar. E o Patife é que faria muito pelas tuas sardas. ;)

Desejo:
Oh se pode. Pode pois. É até preferível. O Patife gosta. ;)

Ze Asdrubal:
Isto é um recanto de humor, não de engate. Até a mim cresceram sardas com este post e não quero levar com o meu nabo.

E sim, o Patife chega para as fazer rir a todas. ;)

CC:
Ahahahah. Sardástico é o teu comentário. O Patife também as costuma fazer engasgar aqui com a sua peça de fruta. ;)

Rui Caldeira:
Hum... Desenhos. É uma ideia. O Patife vai experimentar. Até porque tem um bom pincel. ;)

Felina disse...

Ai Patife estou tão orgulhosa de ti... eu sabia que estarias à altura...


(és muito bom a responder a comentários :D)

alexandra disse...

Tenho que confessar.
Dentro da ordinarice, fazes rir!

Gata Assanhada disse...

Fizeste-me soltar uma gargalhada. Um espectáculo de bem escrito e divertido.

Pequena Lince disse...

:) Boa resposta!

Petra Pink disse...

aiaiaiai patifão tu és um grande porcalhão!
mas o que eu adoro vir ao teu b.log..........!
"passou a tarde a beber finos"!
és do norte meu desgraçado?
é que finos é nortenho.........
ehehhehehehehhe

Patife disse...

Felina:
O Patife nunca defrauda as expectativas das fãs. ;)

Alexandra:
É. Dentro do riso também faço ordinarice, por isso fica equilibrado. ;)

Gata Assanhada:
Se é assim no blogue imagina na cama. ;)

Pequena Lince:
Resposta sempre pronta na ponta da língua, que bem sabe o que faz. ;)

Petra Pink:
Fino é Nortenho. Imperial é Pachequeiro. O Blogue do Patife também adora quando a Petra cá vem. ;)

aroc disse...

nunca ouvi flr em tal coisa --'
tenho sardas desde pequenina e por mt q pesquise sobr o assunto nc ouvi flr em tal coisa :/

Senhor Geninho disse...

Tadinha da sardenta! Parece que era muita lenha e pouco fogo! E tu, seu Patife, tinhas que lá ir meter o fósforo!;D

Patife disse...

Aroc:
Isto tem de ser pesquisa no terreno. São muitos quilómetros de sardanisca. ;)

Senhor Geninho:
O Patife é um incendiário do pinanço. Um pitomaníaco. ;)

Marota disse...

Quando for grande, quero ser como tu. Gosto quando os pensamentos que rimam...

Marota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.