quinta-feira, 22 de julho de 2010

A Pinadora Eléctrica

Sei que pensam que o Patife fode por qualquer razão. Mas não. O Patife só fode por apenas duas únicas razões: Por tudo e por nada. E esta é uma história em que o Patife pinou por causa da primeira razão: Por tudo. Estava eu sentadinho no meu amado Chiado a beber um café cheio – tão cheio como fica a alcofa das moças que me amarfanham o Pacheco – e eis que a vejo passar, ao longe. O vento soprava na direcção certa e até a música dava um toque cinematográfico ao seu andar. Pelo modo de andar via-se claramente que estava com calores vaginais. E claro. Quem tem calores vaginais ao passarinhar – ou seja, passear a passarinha – pelo Chiado é uma cabra de primeira. Gosto muito de vendar estas. Sempre dá para brincar à cabra-cega. E o Patife é a favor de reminiscências de infância. Mas continuando: Ela vertia sensualidade a cada passo. Era cá uma brasa que só me apetecia puxar aquela brasa aqui à minha sardinha. Não a puxei mas puxei conversa, o que foi remédio tanso. Daí a minha casa foi um pulo e foi pulo e meio para ficar a saber que a moça era uma devassa, coisa que se percebia por ter a regueifa lassa. Tanto que até fiquei com urticária nervosa nos pêlos do rêgo. A nalgadas tantas, ela brada: Grita pelo meu nome, grita pelo nome! - Oh filha, isso era se eu o soubesse - É Margarida, é Margarida, dizia ela numa métrica que encaixava na perfeição no meu ritmo de traulitada. Na verdade devia chamar-se Margarina pois sempre que lhe metia o Pacheco na faneca ela derretia-se. O que era um saralho daqueles pois com tanta humidade chonal ainda me constipava o bicho. O verdadeiro problema é que a Margarida mais parecia uma Pinadora Eléctrica – com ancas que saracoteavam qual martelo pneumático assim que lhe enfiava o Pacheco na tomada- o que misturado com o excesso de humidade que lhe saía por todos os poros, criou um curto circuito que afectou dez quarteirões. No final, o Patife despediu-se com o cavalheirismo do costume: Se amanhã acordares com dores de barriga não te assustes. É que isto é um pau de virar tripas.

72 comentários:

S* disse...

"regueifa lassa"? mas que termo feio meu caro Patife... deste eu não gostei. :D

Passarinhar sim é bonito...

Gosto da tua capacidade de imaginar situações. Meter conversa com estranhas no meio da rua é obra!

Ana disse...

Ai nossa senhora... lol

Louise disse...

"isto é um pau de virar tripas"... olha que isso pode ser interpretado de muitas formas e nem todas elas boas.

Mas "regueifa lassa"??
Ainda estou para ver por aqui um post em que o Patife elogie verdadeiramente uma das moças com quem brinda o Pacheco.

Stargazer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Stargazer disse...

Mauvais Mac,

Ler-te é um prazer delicioso, passo o pleonasmo (again!). Saracotear é uma palavra que me lembra a minha infância (não porque saracoteava as ancas, nessa altura ainda não!), mas porque a minha Mãe utilizava essa expressão.

Quanto ao passarinhar, confesso-te que costumo fazê-lo, e descrevê-lo como tal ipsis verbis, embora não com analogia a dar asas refrescantes à Passarinha, porque essa é uma Frescura, ontem, hoje e amanhã.

Terá sido o apagão de Lisboa há uns anos atrás resultado desse teu curto-circuito de alta pinagem, perdão alta-voltagem?

I wonder...

Beijo de 5.000 Volts,

Patife disse...

S*:
Obra é meter conversa com elas na cama. O Patife também prefere passarinhar - passear pelas passarinhas - mas volta e meia afunda-se numa lassa, que fazer!? O Patife apenas relata o que vê. ;)

Ana:
E não é que foi o que a moça mais disse durante a berlaitada!? "Ai nossa senhora, ai nossa senhora". Estas católicas devem estar loucas. ;)

Louise:
O Patife sabe. Mas quem conhece o Pacheco sabe que é pelo seu descomunal tamanho que revira as tripas alheias.
Mas o Patife já elogiou. Só assim de repente temos em modo elogioso a "Sugadora de Cornetas" e a "Língua Alemã". De resto, as más experiências têm sempre mais potencial criativo. ;)

Patife disse...

Sr. Comentário Eliminado:
É sempre um prazer tornar a vê-lo neste recanto. Volte sempre. ;)

Stargazer:
Ahahahaha. Com o Patife é mais afagão que apagão, se bem que a carga de bombada dá direito a grandes descargas eléctricas.

Beijo de 5.000 Volts!? Isso é capaz de fazer faísca... ;)

retiro o que disse... disse...

O Pacheco é a brasa da minha sardinha....

Com tanta Margarina não correm o risco de queimaduras por fricção.

A Margarina é a vaselina dos tempos modernos. Com tanta traulitada, um dia destes fazes bolos com as bolas.

Beijo amanteigado*

Ulisses disse...

Dez quarteirões?
Xiça...

Isso era mais humidade do que a que meteu o tunel do Metro para o terreiro do paço durante aqueles anos todos...

:)

CurlyGirl disse...

Oh Patife, mas Chiado ainda é um sítio seguro? É que eu ia lá hoje... Se for vestida discretamente não há perigo, pois não?

Malu disse...

Eu também sou bem a favor de reminiscências de infância...

Alentejano disse...

Não foi esta Margarida que foi à fonte com sapatinhos de lona, escorregou partiu a bilha meteu os cacos na c...?O Pacheco não os encontrou?

Patife disse...

Retiro o que disse...:
Ahahahah. Olhe que a menina fica com a sardinha em brasa. A não ser que se use margarina, claro. Bolos o Patife não faz. Mas mexe-se tanto na cama que o Pacheco chega a fazer claras em castelo. ;)

Ulisses:
Era muita humidade era. Sorte a do Pacheco estar habituado a trabalhar em túneis húmidos. ;)

CurlyGirl:
Ena. Uma cara nova. O Chiado não é um local seguro quando o Patife por lá anda. O mais seguro é usar uma burka, nunca assobiar, nunca ter os cabelos soltos ao vento e passar com os olhos enfiados no chão. Com estes condimentos chega a haver uns sólidos 5% de segurança. ;)

Malu:
Não há nada como a cabra-cega. Se bem que aqui o Pacheco gosta muito de brincar às escondidas vaginais. ;)

Alentejano:
Ahahahah. Nem queiras saber o que o Pacheco já encontrou nesses recantos. Mas normalmente quem parte as bilhas é o Patife.

Cate disse...

AHAHAHAAHH!

Valmont disse...

Ah, Grande Patife,

regueifa lassa... eu gostei. é fino. parece um termo francês, estilo "laissez faire, laissez passer" que basicamente é a mesma coisa. de tanto laissez passer, ficam lassas da regueifa.

mais uma vez gostei.

Valmont disse...

Ah, Grande Patife,

regueifa lassa... eu gostei. é fino. parece um termo francês, estilo "laissez faire, laissez passer" que basicamente é a mesma coisa. de tanto laissez passer, ficam lassas da regueifa.

mais uma vez gostei.

Esboços disse...

Demais patife! Realmente é preciso ser um grande artista para meter conversa com uma brasa dessas em pleno chiado xD Quanto mais leva-la a conhecer as proezas do pacheco..

Patife disse...

Cate:
É quase tão comovente quanto sublime ver uma mulher gargalhar à boca cheia. (Por causa das letras em maiúsculas, entenda-se). ;)

Valmont:
Vou ter de citar a Cate para comentar o teu comentário: "AHAHAHAAHH!". Just Perfect.

Esboços:
Não há brasa que não dê com a minha fartura. ;)

Fifas disse...

oh meus deus isto é maravilhoso.

Patife disse...

Fifas:
Devo andar a ser espiado durante as travancadas. Vocês sabem de cor todas as frases que as mulheres soltam quando estão com o Patife. ;)

desejo disse...

Gosto de te ler Patife, tens uma linguagem brejeiro-intelecutal, que me põe bem disposta. Contudo, nem sempre acredito naquilo que escreves.
Já li posts mais interessantes, mas ultimamente tens subjugado o sexo da mulher. Temos o maior prazer em partilhar, quando gostamos da pessoa que está junta a nós. Sendo , também, sexo por sexo, com um Patife qualquer, e desculpa-me se exagero,parece-me que há qualquer coisa que está a falhar.
Gostaria de ler algo mais erótico, saboroso, divinal.
Tens competência, tens estilo, tens charme para conquistar quem te visita.
Quando eu passar no Chiado observa-me como uma mulher, simplesmente.

:) desejo

Pistoleiro Corvo disse...

A verdade escrita aqui.
Belo, e parabéns!

Patife disse...

Desejo:
Na verdade, o sexo da mulher é que subjuga o Patife. O resto... bem, o resto são apenas devaneios linguísticos. E devaneios linguísticos foi o que ontem me fizeram à noite. ;)

Nota: Ainda recentemente exaltei o sexo da mulher no post "A Sardenta". Mas nem todas são assim. ;)

Pistoleiro Corvo:
O Patife é um cronista do pinanço com costela de Fernão Mentes Minto. errr.. Pentes Pino. errrr. Metes o Pinto. É isso. ;)

Felina disse...

Fugiu te a boca para a verdade,na minha terra um pau de virar tripas é tão fininho como o pau do algodão doce das romarias

Felina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patife disse...

Felina:
Ahahaha. Bolas. E o Patife a ver se a gaffe passava despercebida. ;)

Sr. Comentário eliminado:
Receber a sua visita duas vezes no mesmo dia é obra. Está a ficar viciado nisto, não? ;)

Felina disse...

Sr. patife este ultimo comentário eliminado é meu com a excitação de me meter consigo publiquei o mesmo texto duas vezes :)

Patife disse...

Felina:
Ahahahaha. Acontece a muito boa gente que com a excitação de estarem com o Pacheco metido também fazem coisas duas vezes. ;)

Malena disse...

Tens que passar a tger mais cuidado não vá o Pacheco ser cremado no braseiro! ;)

Patife disse...

Malena:
Por acaso costuma ficar cremado por cima do braseiro. É Creme de Brenhol, o novo produto da linha Baba de Brenhol. É preciso segmentar. ;)

Stargazer disse...

Bad Guy,

Faísca? Faísca é soi disant. 5.000volts é Lightning Bolt caramba (passo a publicidade)! É tanta a voltagem que liga a batedeira. Claras em Castelo? Parece-me que o resultado serão mesmo Farófias. Levo a canela, pode ser?

Repito o que disse há pouco: ler os comentários deste blog é como ter uma sessão autografada de orgasmos múltiplos.
Vou buscar a Mont Blanc.

Beijo sublinhado a azul navy,

Patife disse...

Stargazer:
Farófias com canela é coisa que o Patife não resiste a abocanhar. ;)

Ahahahaha. "Sessão autografada de orgasmos múltiplos". Ahahahaha. Os posts são apenas os preliminares da folia criativa comentadeira que tanto aprecio neste espaço. ;) Até porque de patife e de louco todos temos um pouco.

desejo disse...

" o resto são apenas devaneios linguísticos...." .

Então estás de acordo comigo.

"E devaneios linguísticos foi o que ontem me fizeram à noite. ;)"

Com esta me calaste.

Philippa disse...

És Louco!
Se te apanhasse ías ver o que é Sexo...
Até ficavas com um bloqueio de escrita!
Lá se íam as metáforas e as expressões adaptadas à tua vida sexual.
Mas... espera, seria impossível, eu não respondo a estranhos quando passeio no Chiado.
:P

Philippa disse...

És Louco!
Se te apanhasse ías ver o que é Sexo...
Até ficavas com um bloqueio de escrita!
Lá se íam as metáforas e as expressões adaptadas à tua vida sexual.
Mas... espera, seria impossível, eu não respondo a estranhos quando passeio no Chiado.
:P

Philippa disse...

Sorry, vim-me duas vezes!

→ Calipso disse...

Essa conclusão foi.... perfeita xD

alexandra disse...

Num dia merdoso.. só tu para me ofereceres um sorriso.
Obrigada!

Marta disse...

Hum, falas tanto no Chiado que ainda não percebi se somos ou não vizinhos ;)

Margarida disse...

Oi? Eras tu? Nunca me chegaste a dizer o nome!!! ahah

Explica lá como é que se vê pelo modo de andar, se estamos com calores vaginais. Estou curiosa!!!

KR4SIK disse...

indeed

Patife disse...

Desejo:
Estou pois. Com devaneios lingusticos o Patife cala sempre muio boa gente. ;)

Philippa:
Não peça desculpas por se vir só duas vezes. Para a próxima será melhor, prometo. ;)

Calipso:
Se há coisa que o Patife sabe fazer é rematar. ;)

Alexandra:
O Patife está aqui para isso.
Quando tiveres um dia merdoso, pensa no Patife. Espera, isto não correu lá muito bem. ;)

Marta:
O Patife vive, come, fode e respira no Chiado. Aliás, assim que saio da zona a pulseira electrónica começa a tocar e tenho que voltar. ;)

Margarida:
Ahahahahahahah. Mas deixei-te o meu cartão dentro da mala, ora vai lá ver.
Isso são anos e anos de observação. Mas o Patife explica: É um jeitinho particular de rodar a anca quando se anda, que obriga os peitinhos de frango a roçarem-se mais um no outro a cada passo. É ligeiro, mas o Patife vê tudo. ;)

Pedro disse...

Tu e o Chiado, o Chiado e tu!! Dupla terrível!!!
:)

Patife disse...

Pedro:
Ahahaha. Dupla terrível é o Patife e o Pacheco. O Chiado é apenas cenário e pano de fundo. Se bem que o Pacheco já serviu algumas vezes de pano de fundo. ;)

Rui Caldeira disse...

Dizem que o Fernando Pessoa tambem parava muito pelo Chiado a beber café . . . será que ele é um antepassado do Patife ? Sempre ali parado a manjar as badalhocas chiadais a passarem com as ratas encaloradas . . eu vejo uma ligação, tenue, mas vejo ...


1 Abraço Patife/Pacheco

Sél disse...

Vim visitar meu mais recente seguidor - patife mas também romântico, já q me segue nos 2 blogs rsrs
Obrigado
Suas patifarias são excelentes hahaha
Sua imaginação é fértil e seus textos são divertidíssimos!
Vc é mt inteligente, adorei!

Foi dificil ir embora,
mas o dever me chama hahahaha
Abraços querido

Patife disse...

Sél:
O Patife é um seguidor. Segue tão completamente que chega a fingir que é sexo o tesão que deveras sente. ;) Bem-vinda.

(É sempre muito difícil largar o Patife). ;)

CS disse...

Porquê designá-lo de Pacheco?

silvioafonso disse...

.

Há muito eu não encontro tanta
luz
num ser da minha espécie.
Estou fascidado com a relevância
do Blog.
Entre outras qualidades, que
certamente, tem, está a audàcia,
que firma os pés do alpinista e
mata os seus leões de cada dia.

silvioafonso.




.

Patife disse...

CS:
É uma questão fonética. Ora diz lá PA-CHE-CO bem silabado e com as vogais abertas. É um nome que enche a boca. Literalmente. ;)

Patife disse...

silvioafonso:
Alpinista é o que elas precisam de ser para chegarem ao topo do Monte Pacheco. ;) O Patife também amestra leoas. Nos dias ímpares.
A devida vénia pelas palavras e bem-vindo a este recanto de patifaria verbal. ;)

Raposa disse...

hehehe
Mais uma volta, mais uma aventura e para (não) variar no Chiado.
Para mim chiado é o barulho que a cama faz quando estou com uma mulher.
Um abraço.
Raposa

Patife disse...

Raposa:
Ahahaha. O Patife gosta das que andam pelo Chiado porque fazem uma grande chiadeira na cama. ;)

pink poison disse...

Algo me diz que vou adorar este blog!
Um beijo

pink poison disse...

Algo me diz que vou adorar este blog!
Um beijo

pink poison disse...

Algo me diz que vou adorar este blog!
Um beijo

pink poison disse...

Algo me diz que vou adorar este blog!
Um beijo

CS disse...

Ora diz lá Pacheco? :) O meu segundo nome é Pacheco! Daí a curiosidade :) bj

Anónimo disse...

Se os teus filhos desconbrem esta tua veia artistica ainda te espulsam de casa e depois vais chupar no pau de virar tripas ou dar o olho pro chiado. De tanto dizer que fodes ainda vais acabar por ser fodido. E tesos sabes que nem as putas os querem.

fode muito mas não te vires

Libertya... disse...

Santo Chiado... ou Santo Pacheco. É pinadoras electricas, martelos pneumáticos, já para não falar na quantidade de urticárias nervosas que deve apanhar o tadinho, tal é o pinanço... mas ele não tem descanso?

Ó Patife, tu deves viver dos rendimentos, só pode... é que com tanta acção, não te deve sobrar tempo para ver televisão! Se bem que... lololol

Beijo libertyado, ao som das risadas

Dora disse...

Ahahaha, "calores vaginais" é demais! Às vezes padeço do mesmo!

Patife, olha que anda aí um blogger a fazer-te concorrência. Fala na 3ª pessoa também. Ehehehe!

C.C. disse...

genial xD fode fode patife

Conde Vlad disse...

HUAHUAHUAHUAHUA, Muito boa a história e de um tom humorístico muito bacana.

Vou seguir-te cara. Quero sabe mais das histórias do Patife e do Pacheco. KKKKKKKKKKKKKK Muito foda.

Patife disse...

pink poison:
Algo me diz que vou adorar se comentares sempre a quariplicar. Algo me diz que vou adorar se comentares sempre a quadriplicar.Algo me diz que vou adorar se comentares sempre a quadriplicar.Algo me diz que vou adorar se comentares sempre a quadriplicar. ;)

CS:
Ahahahahah. O Patife adora a coincidência, senhorita Pacheca. ;)

Anónimo:
É o mais provável. Mas o Patife está mais do que habituado a ser fodido. ;)

Libertya:
Claro que tem descanso. Nos primeiro e terceiro domingos de cada mês é o descanso do guerreiro. Televisão!? Para quê televisão quando se vive dentro do Californication? ;)

Dora:
Grrrr. O Patife detesta essas pessoas que falam na terceira pessoa. São insuportáveis. ;)

C.C.:
Fodo, fodo, C.C. ;)

Conde Vlad:
Ora essa. Seja bem-vindo. O Patife e o Pacheco estão à sua disposição. (Raios, isto agora não me saiu lá muito bem). ;)

Charmoso disse...

PATIFE! És um patife coneiro pah!

Adorei o teu blog... Parabens!

Petra Pink disse...

olha la patife, tu só patifas no chiado? não patifas no porto? fonix!
a avenida dos aliados, a rua do loureiro? o bolhonhe, a trindade, não dão para patifar?
O chiado ta chunga e cheira a mijo que se farta pa.

Patife disse...

Charmoso:
Ahahahah. Adoro quando me elogiam. Patife Coneiro é um mimo. ;) Obrigado e bem-vindo.

Petra Pink:
Ahahahah. O Patife patifa em todo o lado. E muitas vezes tenta ir patifar no Porto. Mas como o Patife vive em pleno Chiado, assim que saio à rua fico desvairado com o primeiro decote que aparece e volto à casa de partida. Para a próxima tenho de vendar o Pacheco para ver se consigo chegar ao destino. ;)

Marta disse...

Ok, então somos praticamente vizinhos.

Patife disse...

Vizinha Marta:
No Chiado só há boa vizinhança. ;)

Rice disse...

Vamos lá ver se o Pacheco não cai

Patife disse...

Rice:
Isto é um autêntico Zé-sempre-em-pé. ;)

Senhor Geninho disse...

Margarida? Margarina? E que tal Putéfia? Enquadrava-se melhor! E já agora, quer parecer-me que pelas rotações que ela empregou na acção, não devia ser uma tomada normal. Aquilo devia ser trifásico!! :D