quinta-feira, 17 de junho de 2010

Cada macaca no meu galho

Se há coisa que o Patife gosta é de festas, festins, festaças, festarolas, festanças, festejos, enfim: tudo o que meter eventos sociais. E sim, o Patife gosta de meter em eventos sociais. Por isso fiquei entusiasmado com o convite para a festa de lançamento de uma nova revista. O bar da festa estava cheio. Tão cheio como a minha cama em hora de ponta. Às vezes admiro-me como ainda não estou com uma úlcera nervosa devido ao stress de andar sempre em hora de ponta. Possivelmente porque as mando todas para o mangalho e isso alivia o stress do trânsito chonal. Mas, dizia eu antes que comece a divagar, aquilo estava mesmo cheio. Tão cheio que o meu olhar caçador na direcção de uma louraça não passou despercebido ao tipo que estava o meu lado no bar e que me dirigiu um esgar de “Calma. Cada macaco no seu galho”. Oh filho, por mim tudo bem. Cada macaco com o seu galho e cada macaca no meu mangalho. Mas o Patife depressa se distraiu com uma barmaid que manobrava com mestria superior um shaker. Aquilo estava muito bem batido, quase tão batido como o meu pincel. O que me despertou a atenção e levou a fazer o mítico CVP – Controlo de Viabilidade Pachecal. Além das ancas móveis, do mamaçal bamboleante e da pandeireta de preta havia algo que se destacou na análise CVP. Aquela lambisgóia tinha um sorriso de fodilhona anal, só ao alcance de quem tem cara de cu. O facto de se chamar Pandora (true story) também me atiçou o espírito fodista, pois não descansei enquanto não lhe abri a caixa. Aliás, passado um mês, acredito que ainda tenha a caixa toda aberta, dada a carga de bombada a que foi sujeita. Além disso ela era magra e a minha mãezinha passou a vida a dizer-me: come a carne junto aos ossinhos. A carninha junto aos ossos é a mais saborosa. Por isso nunca consegui resistir a papar escanzeladas, pois a pouca carne que têm é mesmo rente aos ossinhos. Se bem que a parte de chupar o osso deixo para elas. Só porque adoro vê-las a comportarem-se como cadelas.

45 comentários:

Rice disse...

afinal de contas o sorriso não mente... agora que penso nisso, aquela Mona Lisa...

Waldorfa disse...

E então ela chupava bem o osso, ia até ao tutano? lolol

Beijinhos e uma lambidela, heheh

CC disse...

CVP - Controlo de Viabilidade Pachecal.... fantástico!
Mas Patife, não papas todas???
O CVP não tem por habito chumbar as moças, pois não?

Um beijo chupado até ao ossinho ;)

S* disse...

A carninha junto aos ossinhos? Estou lixada... nunca me vais querer papar. ahahah

Azael disse...

a caixa de Pandora é sempre boa de abrir...


abraço

Margarida disse...

ahahahah come a carne junto aos ossinhos é muito bom!

És o meu patife preferido!

Ulisses disse...

Divagações aceleradas...

...Pandora? E estava cheia de extras como a pulseira, ou ainda simples como quando saiu da loja?
Desculpa a curiosidade, mas ocorreu-me...

:)

Louise disse...

Vamos lá a ver: ter "sorriso de fodilhona anal" é o mesmo que ter "cara de cu"???

retiro o que disse... disse...

Não gostei!
Então tu trocas uma loiraça por uma barmaid? Nah... Patife, vê bem a tua escolha!

Tinhas era mandado o gajo dar uma volta ao Pachecal grande e ficavas com as duas!

Fazias as descobertas todas à Pandora, (porque, se pela mitologia Grega ela foi a primeira mulher criada por Zeus, então, experiência não lhe deve faltar...) e punhas a loira a limpar-te o suor.

Beijo ciclópico

VM disse...

que belo chavascal montas tu em cada post... mas realmente trocar 1 loira por 1 barmaid escanzelada começo a desconfiar desse... hummm... como escreveste? ahhhh CVP = Controlo de Viabilidade Pachecal... fdx!

:)

Patife disse...

Rice:
Ahahahah. (Deixa-me só ir ali acabar de rir enquanto imagino a Mona Lisa de quatro e já volto para comentar)

Waldorfa:
Depois adormecia com o osso na boca para ninguém o roubar. ;)

CC:
O CVP chumba muito boa mocita, fique sabendo. Se o Patife fosse afinfar toda a moça que lhe passa pela frente já tinha o nabo roxo.

Desses beijos é que o Patife gosta! ;)

S*:
Desengane-se. O Patife nem sempre ouve os conselhos de sua mãezinha. Tem dias. ;)

Azael:
E aquela caixa não só não continha todos os males, como passou a conter o meu bem. Grosso. ;)

Margarida:
Ah que delícia, Miss Daisy. Logo hoje que o Patife acordou a precisar de ouvir mimos desses.

Ulisses:
Ahahah. Era extra-mexilhona, extra-gritante, extra-gemedora, extra-chupona e extra-cabrona. ;)

Louise:
Nada disso, não se ofenda dear Louise. Quem tem cara de cu é que não engana no facto de ser fodilhona anal. Há muita fodilhona anal que não tem cara de cu. Podem ter cara de pandeireta, por exemplo. ;)

Retiro o que disse...:
A menina retire o que disse! Tu sabes lá como aquela barmaid abanava o shaker. Imaginar o Pacheco na mão dela foi um enlightenment divino.

Hummm. Isso é um beijo gigante e imortal no meu olho?

Patife disse...

VM:
O CVP é gerido pelo Pacheco. O Patife bem fixou a loiraça. Mas como disse à menina retiro, tu não viste a barmaid a abanar o shaker. O Pacheco na mão dela ficou muito bem batido. ;)

Ulisses disse...

Pá,

Francamente, com tantos extras, parece uma marca de detergente...
...ou então um daqueles carros do Tunning que levam com tanta porcaria em cima que depois não andam...
...arrastam-se!

:)

Artur disse...

És o seguidor nº 69 do meu blog.

Obrigado.

Patife disse...

Ulisses:
Ahahahah. Ela lá se arrastava bem na direcção do Pacheco. Já o Patife arrastou-se foi para fora da cama dela assim que a missão terminou.

Artur:
O Patife segue o 69 há muito tempo. São muitos anos a virar franguinhas. ;)

Lolita disse...

Lindo,tenho sérias dúvidas quanto à fiabilidade desse teu "mítico" CVP, hehehe. Mas sabes, às vezes basta acreditarmos muito, muito, muito numa coisa para que ela seja verdade ;)
Ahhh, e a senhora tua mãezinha tem toda a razão ( Mãe, é Mãe!! ) aquela carninha bem chupadinha junto ao osso... you know what I mean ;)
Olha lá, aqui fica uma sugestão para um post, o Patife a chupar a chichinha, que isto não é só dar satisfação ao Pacheco!!
Um beijinho, bem chupadinho... uiiiii, hehehe

retiro o que disse... disse...

'Tifinho, já me devias conhecer melhor. Eu nunca retiro o que disse... Seria como perder identidade. Não. O que tu queres é muita macaca no teu galho, isso sim. Vê lá não te surja alguma banana.

Beijo ciclópico não seria propriamente no olho do Patife...

Waldorfa disse...

Isso é que é egoismo, o raio da macaca quer tudo para ela, não pode ser, afinal tu e o Pacheco prestam um serviço público às mulheres deste país, elas não podem querer ficar com tudo só para elas, lolol

Beijos

Rui Caldeira disse...

Pa . . Acho que te vou dar o numero de telefone do meu psiquiatra, o gajo é capaz de te ajudar a ti e, sobretudo , ao Pacheco.

Patife disse...

Lolita:
O Patife é Pachecocêntrico. Mas há dias em que se disfarça de mineteiro de primeira água. ;)

Retiro o que disse...:
Uma banana!? A menina anda muito saída da casca...

Ah bom. Então venha de lá esse beijo!

Waldorfa:
São umas exclusivistasm essas mulheres. Haja alguém que me entenda! Vénia para a Waldorfa.

Rui Caldeira:
Ahahaha. Oh caro Rui, o Patife tem um batalhão de psiquiatras, psicoterapeutas e psicanalistas há anos. São é todas mulheres e isto acaba sempre da mesma forma. ;) O Patife não tem remédio. Só tem aqui um belo xarope. Para a tosse.

Vitoriana disse...

Oh Patife!... Come a sério é umas boas "febras"!...Deixa os ossos para os desesperados!...:)

Libertya... disse...

Sem duvida que é a mais saborosa... o pior é quando é tão escassa que se passa fome!!!

Mas isso é mal que não acontece ao Pacheco... santo Patife!

Patife disse...

Vitoriana:
Há dias para tudo. Até porque há febras difíceis de se resistir. Além disso, por mais que o Pacheco coma, está a aviar pratos. ;)

Libertya:
Muitas vezes acontece, é um facto. Por isso é que nunca me contento com uma dose. ;)

Libertya... disse...

Ah lambão!!!

O Patife não engana! Ainda entras para o Guiness... eu vou estar lá para apoiar.

Patife disse...

Libertya:
É o Patife no Guiness e o Pacheco canonizado, tal a quantidade de mulheres que já meteu de joelhos. ;)

Lolita disse...

Eu logo vi, tu queres é ter o pacheco entretido... tssst tssst...

Felina disse...

Tenho mesmo de marcar consulta de Geriatria de certeza que sofro de incontinência...

Patife disse...

Lolita:
Uns dias não é tido nem achado. Tem outros em que é metido em verdadeiros achados. ;)

Felina:
Ahahahah. Bem-vinda ao clube. O Patife sofre de incontinência verbal. Já o Pacheco sofre de incontinência sexual. Cada um é para o que nasce. ;)

Stargazer disse...

Bad Guy,

Provocative...very!

Não será o meu favorito...mas entendo a necessidade zoológica...afinal o Pacheco parece ser protector dos animais...ou será que o Pacheco é mais um animal em extinção que merece ser protegido?

Macacas, Cadelas, a tua cama é mas é a Arca de Noé.

But then again, em tempo de monções...

Namasté,

Malena disse...

Ai o Pacheco tem osso? Estranha anatomia!!! ;)

Senhor Geninho disse...

Pela descrição do cagueiro deves ter arrombado a Pandora com um pé de cabra...

desejo disse...

Há Quinta-feira há Pachequice. E esta foi boa.
Pois, senhor Patife, a minha mãe dizia o mesmo... de "rilhar", palavra da minha mãe, a carninha junto ao osso.
Hummmm! E eu adoro!´
Mas ossos com uma carninha fofinha sem gordura, deve saber im pitéu... digo, um pachequinho.



:) desejo

Waldorfa disse...

Patife claro que te entendo!Eu vejo-te como o Jesus do sexo vieste para nos salvar, Jesus através da palavra, e tu através do Pacheco! Oh Lord come save us! lolol

Uma lambidela patifória

Waldorfa disse...

Patife claro que te entendo!Eu vejo-te como o Jesus do sexo vieste para nos salvar, Jesus através da palavra, e tu através do Pacheco! Oh Lord come save us! lolol

Uma lambidela patifória

Patife disse...

Stargazer:
O Pacheco é património sexual. E como tal deve ser visitado, sentido, visto, tocado e apreciado por milhares de pessoas.

Ahahaha. Arca de Noé. Passa-se lá muita macacada. Isso é certo.

Malena:
Por isso é que o Pacheco é único. ;) Com uma estrutura inquebrável.

Senhor Geninho:
Ahahahahah. Grande Geninho. Isso é fabuloso! É que ainda agora arrombei uma "pandora" com o pé na cabra. (Ok. Eu sei. Agora estiquei a corda. Muito)

Desejo:
"Rilhar a carninha". Mas que deliciosa expressão. Vou começar a usar. Depois pago os direitos de autor à senhora sua mãe. ;)

Waldorfa:
Ahahahahah. Ahahahaha. (Só mais um pouco: ahahahahahah). The Lord embraces your words. ;)

Waldorfa disse...

Let the "child" (by child, i meant women) come to you Lord, eheheheheheh

Dora disse...

Diz-me que te lembras daquelas mini revistas porno chamadas "Riso Mundial"...
Fizeste-me lembrar isso. :-)

Gata Malhada disse...

tretas.. és mais um que fala e não fode nada.

... o barbadela disse...

ohohoh...

agora é que a gata malhada te fodeu

The Fine Pair disse...

Como dizia o Poeta:

"Com'a macaca gosta da banana, ..." ;))

Marta disse...

Só me apetece dizer: Muita parra, pouca uva ;)

Patife disse...

Waldorfa:
Oh yes i will, my child.
;)

Dora:
Ahahahahah. Oh se o Patife se lembra. Costuma rir com a "encadernação brochada" que a revista dizia ter. Obrigado bela recordação. ;)

Gata Malhada:
O Patife gosta mais de falar do que de foder. Isso é certo. Mas prefere falar enquanto fode. Apesar de ouvir o invariável: "Mas porque é que não me fodes e me deixas em paz?". ;)

O Barbadela:
Uma gata malhada não fode. Apenas malha. ;)

The Fine Pair:
Assim ainda fazes o Patife corar. ;)
E vou dizer ao Cid que lhe chamaste poeta. Ele que o que mais gosta é de ser tratado como "a mãe do rock português", como confessou em entrevista.

Marta:
Escreveste algumas gralhas. É: "Muita garra, a louca uiva". ;)

The Fine Pair disse...

O Patife corado? Now there's a sight... ;)

Marta disse...

Essa não conhecia mas...promete!

Patife disse...

The Fine Pair:
O Patife manifesta-se debaixo de muitas caras...

Marta:
É mais mete que promete. ;)